Governo de Rondônia
Domingo, 15 de setembro de 2019

REESTRUTURAÇÃO

Governo reúne propostas para recuperar o Estado no pós-enchente

08 de maio de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

8 - SEMIN ÁRIO

O evento do Governo do Estado para discutir o Plano Integrado de Reconstrução e Prevenção de Desastres em Rondônia, coordenado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (Seae), reuniu mais de 300 participantes nas dependências do Rondon Palace Hotel, foi marcado pela  assinatura de um convênio entre o Governo e o Banco da Amazônia no valor de 360 milhões de reais para atender aos produtores rurais, do programa da agricultura familiar e empresas instaladas em municípios  em estado de emergência ou calamidade pública.

8 - MESA

O governador Confúcio Moura, após a assinatura do convênio com o Banco da Amazônia disse que vai a Brasília, para pedir o refinanciamento de dívidas  e alargamento dos prazos de pagamentos de dívidas do Estado e das empresas, para que o dinheiro possa circular no Estado. Confúcio quer propor também aos bancos para que participem também desta empreitada, favorecendo  aos credores – pessoas físicas –   as mesmas facilidades.

8 - PÚBLICO

No convênio assinado entre as duas entidades, está a renegociação e prorrogação de   dívidas, de forma diferenciada, de acordo com cada caso. Viabilizar a carência para pagamento dos contratos vencidos (custeio e investimento)  vencidas a partir de 1° de janeiro do ano passado e a vencer em 2014  e também a disponibilização de linhas de crédito para  investimentos em máquinas, equipamentos, implementos agropecuários e custeio para recuperação de propriedades rurais, com juros abaixo do mercado.

7 - oficina 3 -

O evento programado para 200 pessoas atraiu cerca de 300. À tarde, mais de 100 participantes formaram os cinco eixos de trabalho, onde muitas propostas foram analisadas nas áreas de meio ambiente, saúde, inclusão  social, infraestrutura  e estrutura organizacional. A estimativa da coordenação é de que sejam captadas mais de 200 propostas que serão devidamente tabuladas e encaminhadas  à presidente Dilma Roussef no máximo em dez dias. Segundo a responsável pela coordenação do evento, Rosana Cristina, da Secretaria de Estado de Assuntos Estratégicos (Seae), o assunto requer urgência, por se tratar de calamidade pública, por isso deverá em poucos dias estar nas mãos das autoridades federais, mas que antes de seguirem para as esferas superiores  precisam ser unificadas.


Fonte
Texto: Alice Thomaz
Fotos: Daiane Mendonça e Marcela Bonfim
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Assistência Social, Brasil, Economia, Empresas, Evento, Governo, Meio Ambiente, Saúde, Terceiro Setor


Compartilhe