Governo de Rondônia
Terça, 27 de julho de 2021

EVENTO

Interação ecológica marca início das atividades da Semana do Meio Ambiente no setor portuário de Rondônia

05 de junho de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Leudo Buriti, diretor presidente da Soph na abertura da Semana do Meio Ambiente

Com o intuito de avançar na contribuição do setor portuário para os três pilares da sustentabilidade – econômico, social e ambiental, a Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (Soph), em parceria com a Hermasa Navegação da Amazônia e a empresa BDX Florestas, realizam no período de 05 a 09 de junho, a Semana do Meio Ambiente Portuária. A abertura da interação ecológica teve início na manhã desta segunda-feira, 05, nas dependências do Porto Público de Porto Velho, contando com a participação da banda da Policia Militar do Estado, que tocou os hinos Nacional e Céus de Rondônia.

Ao declarar aberta a semana ambiental portuária o presidente da Soph, Leudo Buriti, afirmou que a iniciativa busca incentivar discussões e ações práticas acerca do desenvolvimento sustentável. “A valorização do meio ambiente é uma questão primordial para todos. Assumimos esse compromisso por entendermos que o porto está inserido num cenário que requer uma sistemática de tratamento das questões ambientais, por isso, estamos incorporando instrumentos e ferramentas que facilitem na redução de qualquer tipo de impacto e ampliando positivamente os resultados sociais, econômicos e ambientais”, disse.

O presidente da Soph enfatizou que o sistema portuário e a navegação brasileira contribuem efetivamente para o tripé da sustentabilidade global: Econômica, Social e Ambiental propriamente dita.

Para o gerente dos terminais da Hermasa Navegações em Porto Velho, Daniel Murati, as questões ambientais são vistas como parte integrante do processo e de suma importância para o ambiente organizacional, a medida em que estabelece regras e conceitos que impelem a busca pela melhoria contínua. Ele exemplificou que na navegação interior no trecho Porto Velho – Itacoatiara, correspondente a 1.100 km, a economia de geração do gás monóxido de carbono é significante. “Um empurrador da empresa pode levar um comboio com 20 balsas, isso equivale a mil caminhões. É valido afirmar que a empresa está sempre preocupada com as questões ambientais e em conjunto com a Soph, realiza trabalhos que visam o retorno sustentável das atividades econômicas”.

Acidentes por animais peçonhentos

Durante o evento, o biólogo Henrique Cruz Amarante Arantes, ministrou palestra sobre animais peçonhentos. Ele destacou os riscos e perigos e auxiliou sobre os cuidados com a diversidade de animais comuns na nossa região, como aranhas, serpentes, baratas e escorpiões. A palestra contou com demonstração prática e orientação de como proceder em casos de acidentes por animais peçonhentos e dicas de segurança e primeiros socorros.

A programação segue até sexta-feira, 09, incluindo palestras, exposição sobre sustentabilidade, demonstrando o reaproveitamento e reciclagem de pneu e pet, distribuição e plantio de mudas nativas, blitz educativas, promoção da saúde e o bem-estar do trabalhador, com aferição de pressão e teste de glicemia.

Leudo agradeceu ao governo de Rondônia, os colaboradores e parceiros do Porto de Porto Velho, que mais uma vez uniram forças para refletirem e realizarem atividades e ações concretas em favor do tripé da sustentabilidade ambiental.

A interação ecológica do Porto de Porto Velho, tem como público alvo a comunidade portuária, alunos da rede pública, colaboradores e parceiros, com ações voltadas para a conscientização e preservação do ambiente natural.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Antônia Nascimento
Fotos: Rafaela Schuindt
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Água, Ecologia, Economia, Governo, Meio Ambiente, Rondônia, Servidores, Sociedade, Transporte


Compartilhe