Governo de Rondônia
Sábado, 31 de julho de 2021

AGRICULTURA FAMILIAR

Investimento tecnológico em bovinocultura aumenta renda de produtor na região de Vale do Anari

16 de maio de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Promovido pela Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rondônia (Emater-RO) o Dia de Campo sobre Bovinocultura Leiteira realizado no Vale do Anari trouxe temas importantes para o desenvolvimento da cadeia produtiva na região. A propriedade que serviu de referência para as técnicas apresentadas tem 30 anos de atividade, desde a chegada da família de Ângelo Pinto da Silva a Rondônia. Com a inserção da família aos programas de governos, além de investir em tecnologias, o produtor viu sua renda quadruplicar.

O evento foi realizado na propriedade do produtor rural Ângelo Pinto da Silva

O evento foi realizado na propriedade do produtor rural Ângelo Pinto da Silva

O evento foi realizado na propriedade de Ângelo Pinto da Silva, nas margens da RO-133, Gleba 18, km 03, sentido Theobroma.

Sob a coordenação da equipe da Emater-RO de Vale do Anari, foram ministradas palestras sobre manejo de animais nos piquetes, implantação de piquetes com utilização de irrigação, melhoramento genético e manejo sanitário. A parceria com a prefeitura e empresariado local foi considerada importante para a realização das atividades.

Segundo Daniel Pinto Silva, filho do produtor Ângelo, ao longo dos anos foram feitos investimentos na propriedade utilizando-se das tecnologias apresentadas pela assistência técnica. Foram feitos pastos rotacionados com irrigação; e para melhoria da pastagem, a correção do solo e implantação de gramíneas de qualidade, enquanto a ordenha é realizada com ordenhadeira mecânica.

Sentindo a necessidade de melhorar o seu rebanho, a família adquiriu animais geneticamente melhorados através de financiamento pela linha de crédito do Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf Mais Alimento). “Foram adquiridas 39 matrizes leiteiras registradas compradas em Rio Verde, Goiás”, disse Daniel, complementando que também fizeram inseminação artificial

Com todo esse investimento, em especial com a implantação da irrigação na pastagem, a produtividade que era pouco menos de quatro litros de leite/dia/vaca passou para uma média de 15 litros, resultando em cerca de 400 litros de leite/dia com um rebanho de 25 vacas.

Daniel relatou, ainda, que antes de usar a irrigação a renda mensal da propriedade com a produção leiteira era, em média, R$ 1,1 mil mês. Hoje, com a venda do litro de leite a R$ 1,50, a renda chega a uma média de R$ 15 mil.

o Dia de Campo contou com a participação do diretor presidente da Emater-RO, Francisco Coutinho; autoridades locais, representantes das instituições financeiras entre outros convidados.

Coutinho parabenizou a equipe pelo trabalho e anunciou a compra de um veículo para dinamizar as ações do escritório local da Emater-RO junto aos produtores rurais de Vale do Anari.

O presidente da Emater-RO falou ainda do compromisso de internalizar aproximadamente 500 propostas de crédito rural para a safra 2017/2018, e a intenção de promover o aumento da produção leiteira no município, dos atuais 30 mil litros de leite/mês para 100 mil litros, contando, para isso, com o apoio da prefeitura. “Juntos, governo de Rondônia e prefeitura vão trabalhar para alcançar este objetivo”, reforçou.

Leia mais:
Técnicas de bovinocultura de corte despertam interesse em mais de 300 pessoas da região do Vale do Guaporé


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Wania Ressutti
Fotos: Emater-RO
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agropecuária, Tecnologia


Compartilhe