Governo de Rondônia
Segunda, 08 de março de 2021

ECONOMIA

Investimentos em automação tecnológica geram economia ao Governo de Rondônia

05 de fevereiro de 2021 | Governo do Estado de Rondônia

Além da estrutura física predial localizada no Palácio Rio Madeira, a Setic também adquiriu um Data Center “contêiner”

O Governo de Rondônia continua investindo na estruturação digital, por meio da Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), com a inserção de quatro servidores de alta capacidade computacional que trabalham com sistema hiperconvergente. Essa inteligência permite que esses recursos sejam executados e gerenciados em uma única plataforma, o que elimina ineficiências e proporciona agilidade na operação de serviços.

Os equipamentos oferecem infraestrutura de nuvem privada (armazenamento físico e virtual), que permite ao Governo acelerar as iniciativas digitais, otimizar gastos e priorizar a segurança dos dados e os sistemas, gerando economia, proporcionando ganhos com a automação e melhorando o desempenho.

O Data Center é visto como o coração da Administração Pública, pois nele estão armazenados praticamente todos os dados do Governo. Esses dados são gerados por meio de cadastro no e-Estado, sistema que gerencia as informações dos servidores públicos, documentos no Sistema Eletrônico de Informações (SEI), boletim de ocorrência dos órgãos de Segurança Pública, além de sistemas criados para auxiliar a população afetada pela Covid-19, como o Programa de Transparência de Renda Temporária (AmpaRO), destinado ao cadastramento de famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica em Rondônia.

Também estão inseridos nesta lista o Sistema de Análise de Propostas Culturais (SapCultural), que visa garantir renda emergencial para os profissionais do setor cultural, criativo e ações de fomento à cultura, por meio da realização de prêmios e editais para o setor e o Portal Covid, com informações relacionadas às campanhas de combate e ações de enfrentamento e transparência.

A utilização do Data Center oportunizou em 2020 uma economia de R$ 14.837.325,05 (quatorze milhões, oitocentos e trinta e sete mil, trezentos e vinte e cinco reais e cinco centavos) que são empregados em ações prioritárias do Governo. Para se ter uma ideia, a automação da economia gerada é o suficiente para custear, por exemplo, praticamente toda a última parcela do programa AmpaRO da Seas, que beneficia cerca de 28 mil famílias no Estado.

Além da estrutura física predial, localizada no Palácio Rio Madeira (PRM), e um Data Center “container”, localizado nas dependências do Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran), a Setic pretende adquirir ainda em 2021 outro “container”. O espaço conta com serviço de monitoramento dos ativos, além de sistemas de resfriamento dos racks, para manter uma temperatura estável. Essa infraestrutura hospeda informações de todo o Estado, mantendo serviços disponíveis 24 horas, sete dias por semana.

Ainda há previsão da aquisição de mais servidores, o superintendente da Setic, coronel Delner Freire. “Nos próximos meses deve chegar mais dois servidores, totalizando seis para melhorar a capacidade operacional. Desde 2019 temos focado na substituição de equipamentos defasados, com foco no reequipamento e prestação de serviços para todas as Secretarias. Pretendemos deixar a nossa infraestrutura com tecnologia de ponta, para que todos os serviços à sociedade sejam possíveis e eficientes, montando a base para futuras smart cities em Rondônia, uso de sistemas que vão atender a população por meio da Infovia (rede de comunicação formada por cabos de fibra óptica)”, esclarece o superintendente.

Para o gerente de Infraestrutura da Setic, Gabriel Carrijo, os avanços já no início do ano podem resultar em bons frutos ao Estado de Rondônia. “Além da aquisição desses equipamentos de ponta, também houve investimento em capacitação dos nossos profissionais, para que o Estado possa usufruir do potencial máximo dos equipamentos”, disse o gerente.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Marina Espíndola e Emiliano Moran
Fotos: Maximus Vargas
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Economia, Governo, Infraestrutura, Rondônia, Sociedade, Tecnologia


Compartilhe