Governo de Rondônia
Sexta, 07 de maio de 2021

Ipem firma convênio para trabalho de reeducandos

19 de março de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Rondônia (Ipem) firmou convênio com a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) para a utilização de mão de obra de reeducandos. Três homens e três mulheres foram contratados para executarem funções de serviços gerais, como jardinagem, limpeza, copa entre outros. O acordo terá duração de um ano, podendo ser prorrogado.

3 _ osni_1024x683

Cada reeducando cumpre a carga horária de seis horas diárias de trabalho e recebe cerca de um salário mínimo. Além disto, o ressocializando reduz a sua pena: a cada três dias trabalhados ele reduz um dia da sanção. O valor corresponde ao pagamento é depositado na conta do Fundo Penitenciário Estadual (Fupen).

Segundo o presidente do Ipem, Osni Ortiz, a mão de obra de reeducandos é vantajosa para o órgão. “A primeira coisa que temos que pensar é no ser humano, na ressocialização. E, além disto, ainda temos uma economia”.

 

O presidente explica também que os trabalhadores são selecionados pelo Fupen de acordo com a necessidade do Ipem. “Já solicitei um pedreiro para fazer alguns reparos e estamos aguardando”.

Para a reeducanda Aldicleia Alves de Souza esta é uma oportunidade. “As portas são fechadas por conta de nosso erro”. Maxsuel Batista Magalhães completa falando que o trabalho ajuda muito. “É bom para não ficar parado e abaixa nossa pena”.

A secretária da Sejus, Elizete Lima, destaca que parcerias com outras entidades são estratégicas, pois são o “carro-chefe” para outros convênios que utilizam o trabalho como ferramenta de reinserção social das pessoas privadas de liberdade. “Este é um marco para nós da Sejus. Estamos ampliando nossos convênios em todo o Estado e isso possibilita trazer mais instituições para novos convênios”.

Atualmente, cerca de 300 reeducandos trabalham em órgãos estaduais em Porto Velho. Além do Ipem, eles estão no Departamento de Estradas e Rodagens (DER); nas Superintendências de Gestão de Suprimentos, Logística e Gastos Essenciais (Sugespe) e de Esporte, Cultura e Lazer; e, nas Secretarias de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e de Segurança e Defesa da Cidadania (Sesdec). O projeto ressocialização também é desenvolvido em Cacoal, Jaru, Ouro Preto do Oeste, Rolim de Moura, São Francisco do Guaporé, São Miguel do Guaporé e Vilhena.

 


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Amabile Casarin
Fotos: Marcos Freire
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Inclusão Social


Compartilhe