Governo de Rondônia
Terça, 22 de junho de 2021

Ipem fiscaliza papelarias na Capital

06 de março de 2013 | Governo do Estado de Rondônia

Fiscais do Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem-RO) fiscalizaram,nesta quarta-feira (6), produtos pré-medidos em uma papelaria da capital. Pré-medido é todo produto embalado e/ou medido sem a presença do consumidor como lápis, resma de papel, cadernos, colas, canetas hidrográficas, pinceis,tintas e muitos outros estão nesta classificação.

 

Foram verificadas, especialmente, as embalagens de cola branca que,depois de pesadas, foram aprovados no critério individual e na média. A verificação é detalhada e vai desde a colagem da etiqueta de preço sobre a as especificações do produto até checagem de vazamento.

O Ipem conta com dois fiscais e dois auxiliares para executar a fiscalização em todo o Estado. Eles são responsáveis pela visitação in loco e pelo levantamento e análise em laboratório, o que proporciona uma fiscalização mais intensa. Os fiscais Maria Eulália e Agenor Noé participaram da operação,segundo eles, além de fiscalizar, há também a preocupação de orientar o comerciante a adquirir produtos certificados pelo Inmetro e com nota fiscal.

A comerciante Ivana Capra, disse que a fiscalização é muito importante. “O objetivo aqui não é punir, mas verificar os produtos que apresentam alterações,problemas que já vem de fábrica, como a diferença na pesagem, quantidade de produtos ou data de validade. Isso é uma forma de contribuir conosco, para vendermos um produto correto e com nossos consumidores”.

“O trabalho do Ipem tem um caráter social para proteger o consumidor em todos os aspectos. Assim, ele tem certeza que está levando para casa um produto de qualidade e que está pagando o preço condizente com o descrito na embalagem”, diz Noé.

O presidente do Ipem, Osni Ortiz, ressalta que todo produto envazado precisa ser aferido. “Esse ano, vamos reforçar nossa equipe através da contratação e efetivação de 66 novos servidores aprovados no concurso público realizado mês passado. Destes, 20 são especialistas em metrologia para atuarem nos laboratórios de fiscalização”. A expectativa é de que a partir da segunda quinzena de abril os servidores sejam empossados e de imediato iniciem um curso de capacitação para que possam ser envolvidos nas muitas atividades do Instituto.

Ainda segundo Ortiz, o governador Confúcio Moura desde 2011 se empenhou na realização do certame, cujas provas aconteceram no último dia 27.“Tínhamos um Termo de Ação e Conduta (TAC) do Ministério Público desde 2004, que determinava o concurso. No ano passado, foi editado um novo TAC que está sendo devidamente cumprido com o concurso”.

O levantamento que determinou o número de 66 servidores já estava defasado,uma vez que era de 2010, mas que não pôde ser alterado. A previsão é que em pelo menos cinco anos haja um novo concurso, desta vez com a contratação de físicos, químicos, engenheiros e outros técnicos.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação


Compartilhe