Governo de Rondônia
Sexta, 25 de junho de 2021

SOLIDARIEDADE

Jornalistas doam sangue em Rondônia

08 de abril de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

No dia do jornalista, comemorado nesta segunda-feira (07), jornalistas foram homenageados na Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia, na capital, Porto Velho. Jornalismo está no sangue e  a pauta do dia foi salvar vidas. Jornalistas aproveitaram a provocação do hemocentro e doaram sangue nesta manhã.2 - doação romeu

Focados na responsabilidade social exigida pela profissão, jornalistas do Departamento de Comunicação do Governo (Decom) fizeram a lição de casa e deram início às doações desta manhã. Romeu Noé, que já é doador, aproveitou para comemorar o dia do jornalista de forma solidária. “É muito importante salvar vidas. A gente se sente melhor em saber que estamos ajudando o próximo. Aproveitei para comemorar essa data de forma saudável. Volto para uma nova doação daqui 90 dias”, disse o jornalista.

4 - Jornalistas doam sangueO jornalista Marco Aurélio também fez questão de colocar a doação em dia. Segundo ele, o jornalista leva uma vida muito agitada e acaba se esquecendo de voltar para novas doações. “A gente corre atrás das notícias e muitas vezes acabamos ficando sem tempo de realizar esse ato de amor. Faço questão de ser um doador e salvar vidas. São pessoas que precisam da nossa solidariedade”, salientou Marco.

O presidente do Hemocentro, Orlando Ramires e o diretor do Decom, Osmar Silva, agradeceram os profissionais de imprensa e enfatizaram o papel importante que o jornalista ocupa no hemocentro. “O hemocentro recebe diariamente jornalistas e fazemos um tour pela nossa unidade. O objetivo é apresentar nossa estrutura e fortalecer nossa parceria. Uma parceria necessária para salvar vidas”, salientou Ramires.

Rondônia sofre com as enchentes e o Hemocentro do estado já se prepara para atender possíveis demandas. Com uma queda de aproximadamente 30% nas doações, segundo informações do Serviço Social do Hemocentro, o foco é o cidadão e o governo está trabalhando para não deixar faltar sangue, afirmou o diretor.   4 - doação

“Estamos em um estágio que podemos precisar de um grande  número de bolsas de sangue. Com o aumento do teto de idade para doações, acreditamos que subirá o potencial de doadores em Rondônia. Não podemos comprar sangue. Temos que contar com o ato de solidariedade de cada cidadão. Hoje, dia do jornalista, um profissional que tanto nos ajuda, queremos agradecer cada um de vocês e dizer que essa parceria não pode acabar. Nosso estado tem um grande número de jornalistas, profissionais comprometidos e estão sempre prontos para ajudar o Hemocentro”.

O Ministério da Saúde elevou a idade máxima para doação de sangue no Brasil. Agora, doadores de até 69 anos poderão salvar vidas por meio de doações de sangue. Outra mudança é referente à rapidez na identificação dos vírus HIV (AIDS) e HCV (hepatite tipo C) no sangue de doadores.

 

 

 

 

 


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Lú Braga
Fotos: Fhemeron
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia, Saúde


Compartilhe