Governo de Rondônia
Terça, 13 de abril de 2021

GESTÃO PÚBLICA

Jucer implanta sistema e-cidade para melhorar e modernizar gestão de empresas

26 de setembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Buscando inovar e aprimorar seus atos e procedimentos, a Junta Comercial de Rondônia (Jucer) inicia a implantação do “e-cidade”, um software (sistema) do Ministério do Planejamento destinado a informatizar os municípios brasileiros, que vai impulsionar a gestão da junta, principalmente nos atos mais dispendiosos como prestação de contas, elaboração da folha de pagamentos e de atividades financeiras, e até na alimentação do Portal da Transparência.

Segundo Vladmir Oliani, presidente da Jucer, a adoção e implantação do sistema só foi possível com a parceria do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que cedeu sem custos o software (ferramenta customizada) adaptado às necessidades do Tribunal, que passou a ser utilizado pela junta. Ele explicou que para isso, também está contando com o apoio do Instituto Técnico de Educação Profissional (ITEP), que já está realizando levantamento das necessidades da autarquia para fazer as adaptações necessárias e adequadas para uso da Jucer, tudo igualmente sem custos.

Por ser um sistema que promove a integração de todos os órgãos por ele ligados, a adoção do “e-cidade” gera uma série de vantagens, além da economia de recursos, passando pela rapidez e segurança dos atos e procedimentos até a liberdade de escolha de fornecedores de bens e serviços para o poder público, por exemplo. Na visão da vice-presidente da instituição, Bianca Lopes, as vantagens são inúmeras e vão possibilitar a modernização da junta, interna e externamente, tornando-a 100% digital, o que é bom para a administração e para todo o usuário – empresários e cidadãos – do sistema.

Assim como nas prefeituras e outros órgãos da administração pública, o “e-cidade” acabou revolucionando todo o modelo de gestão até então adotado, principalmente eliminando gastos com papel e todo andamento burocrático de despacho, distribuição, entrega, recebimento, etc, que exigia a presença física do servidor e a consequente perda de tempo precioso, passando a funcionar com apenas um clic, dispensando, por conseguinte a ação de vários servidores para realização de um único ato.

Ao defender a modernização do sistema, Oliani disse que com a evolução do seu sistema de tecnologia da informação (TI), tudo tende a evoluir também, a começar pelos procedimentos de alimentação, com informações seguras e a tempo, do Portal da Transparência, a impressão online de contracheque e cédula “C”, e ainda de todos os mecanismos e procedimentos de prestação de contas junto ao TCE, entre outros, que vão gerar uma economia R$ 350 mil ao ano para a Junta comercial de Rondônia.

Leia mais:
Junta Comercial de Rondônia chega aos 50 anos com a missão de ampliar a modernização dos serviços prestados
Junta Comercial de Rondônia abre empresa em uma hora e é a primeira na simplificação de registros no País


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Cleuber R Pereira
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Rondônia, Tecnologia


Compartilhe