Governo de Rondônia
Domingo, 09 de maio de 2021

SAÚDE PÚBLICA

Laboratório Central de Rondônia utiliza modernos equipamentos e reduz tempo de entrega dos resultados de exames

27 de março de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Equipamentos são de última geração

Equipamentos são de última geração

Com uma média mensal de 500 exames HIV, o Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia (Lacen) começou a utilizar um novo equipamento para realização desses exames, diminuindo de 20 para cinco ou sete dias o tempo entre a coleta e o resultado do exame, entre outros benefícios.

Segundo o bioquímico Luiz Tagliane, diretor do laboratório, a nova máquina, – a M200SP – extrator de DNA e RNA -, além de dar um diagnóstico rápido e de qualidade aumentou sobremaneira a capacidade de realização desses exames, colocando o estado de Rondônia em condições de igualdade com qualquer centro desenvolvido do País neste aspecto.

De acordo com a farmacêutica e bioquímica Jaqueline da Silva, responsável da área, a importância do novo equipamento não está apenas no diagnóstico rápido e seguro da doença, mas num conjunto de ações que resultam dos exames realizados em portadores do HIV e em pacientes com AIDS, que possibilitam a avaliação da indicação do tratamento, monitoramento, indicação de genotipagem, que pode levar até a uma reorientação do tratamento e seleção de terapia, além de auxiliar no diagnóstico de crianças expostas – quando a mãe é portadora do HIV -, e de gestantes com sorologia indeterminada.

Para ela, o novo equipamento é de muito valor para o segmento que dele depende, já que além dos recursos tecnológicos de que dispõe, ele possibilita a antecipação do tratamento da AIDS, resultando em considerável melhora da qualidade de vida dos pacientes, na detecção precoce em crianças, além de orientar o médico, com definição segura e rápida da carga viral dos pacientes, indicando se o tratamento está sendo eficaz ou se exige mudança.

A biomédica Aline Carvalho demonstra a operação do M2000SP, extrator de DNA e RNA

A biomédica Aline Carvalho demonstra a operação do M2000SP, extrator de DNA e RNA

Em âmbito estadual integram o Lacen na utilização deste equipamento de automação para amostra de HIV, os Serviços de Atendimentos Especializados (SAE) de Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal, Pimenta Bueno, Rolim de Moura e Vilhena, no Interior, e as unidades de saúde da Capital Policlínica Rafael Vaz e Silva, Policlínica Osvaldo Cruz, Centro de Medicina Tropical (Cemetron), Hospital Ary Pinheiro e Hospital Infantil Cosme e Damião, onde os exames são coletados e encaminhados ao Lacen.

Operado pela biomédica Aline Carvalho, o M200SP – extrator de DNA e RNA foi repassado pelo Ministério da Saúde ao Estado de Rondônia como parte dos recursos da Rede Nacional de Monitoramento do HIV que tem 80 laboratórios em todo País. Por meio deste sistema, o Lacen integra uma rede nacional de laboratórios de carga viral e CD4/CD8, relacionados à doença.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Cleuber R Pereira
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Rondônia, Saúde, Serviço, Tecnologia


Compartilhe