Governo de Rondônia
Sexta, 20 de setembro de 2019

CULTURA

Licitação para construção de um Centro de Convenções em Porto Velho será aberta este mês

09 de setembro de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

O Parque dos Tanques já é utilizado para eventos, mas não oferece estrutura

Já está em andamento na Superintendência Estadual de Licitações (Supel) o processo para abertura da licitação 003/2019, na modalidade Concorrência Pública, para a construção do Centro de Convenções de Porto Velho. O espaço destinado aos eventos públicos da cidade será construído no Parque dos Tanques, Zona Norte da capital.

Segundo o superintendente da Supel, Márcio Rogério Gabriel, a determinação do governador Marcos Rocha é dar o máximo de transparência na competição entre as empresas participantes. “Já temos alguns elementos criados ao longo dos anos para que a licitação siga esse modelo e que seja econômica, inclusive é possível acompanhar pelo nosso portal eletrônico, onde colocamos todo o edital e projetos à disposição para todos os interessados”.

Ainda de acordo com Márcio, quanto à questão econômica, a ordem é ter um preço máximo referencial calculado pelo engenheiro orçamentista. O projeto foi bem amadurecido ao longo do tempo, e já foi realizada uma ampla revisão de preços por um engenheiro, que estuda todo o custo da obra e atesta que o preço é o máximo a se executar.

 

“A estimativa é de pouco mais de R$ 17 milhões, e os interessados vão competir desse valor para baixo, em que se chegando acima de 5% de desconto com base no valor teto já é considerada uma boa contratação”, declara Márcio Rogério, superintendente da Supel.

 

Jobson Bandeira, superintendente da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), conta que o projeto já está pronto há aproximadamente sete anos e ficou parado à espera da execução. “O recurso é do Governo Federal, já está na Caixa Econômica Federal no valor de R$ 14,5 milhões, e a contrapartida do Estado é de R$ 2,5 milhões. Como já estava perdendo os prazos impostos pelo Governo Federal, fomos até Brasília para pedir a dilação do prazo conseguimos”.

O superintendente da Sejucel considera a importância do Centro de Convenções para a identificação cultural da cidade. “Um exemplo é o Flor do Maracujá. Temos aquele espaço todo alí, mas a estrutura para a realização tem que ficar contratando porque o local não oferece. Com o centro isso não será necessário, será um espaço coberto, com arquibancadas e todas as demais estruturas para realizar um evento como aquele. Todo evento cultural que a gente pensar em fazer na cidade, o centro irá atender à demanda”.

Jobson revela também que a próxima cidade de Rondônia a ser contemplada com um Centro de Convenções é Cacoal, onde segundo o gestor já existe um projeto em andamento, não no mesmo ritmo que o de Porto Velho, mas já com previsão de captação orçamentária de R$ 12 milhões. “É um avanço muito grande para a cultura regional, e não só para atender a esses eventos, mas também com salas para aulas de dança, de preparação artística, tudo incluído nesse projeto”.

Leia Mais:

 Novo sistema de licitação deve facilitar processos de instalações prediais a serviço público em Rondônia

 Auditor federal explica em Porto Velho métodos de detecção de cartéis e fraudes em licitação

 Convite para realização de dispensa de licitação destinado a empresas especializadas na prestação de serviço de agenciamento de viagens

 


Fonte
Texto: Vanessa Farias
Fotos: Leandro Morais e Arquivo Secom
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Cultura, Economia, Edital, Empresas, Esporte, Governo, Infraestrutura, Lazer, Rondônia, Serviço


Compartilhe