Governo de Rondônia
Domingo, 15 de setembro de 2019

INVESTIMENTOS INTERNACIONAIS

Mais de R$ 600 milhões serão investidos por empresários coreanos no setor produtivo de Rondônia

31 de maio de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Empresários do setor produtivo se reuniram no gabinete do governador com investidores da Coréia do Sul.

Um Protocolo de Intenções de Investimentos foi assinado na manhã desta sexta-feira (31), no gabinete do governador do Estado de Rondônia, Marcos Rocha. Em reunião com o gabinete, empresários do setor produtivo de grãos e minérios e representantes de um grupo de investidores da Coréia do Sul, se reuniram para oficializar as tratativas, onde inicialmente serão investidos R$ 600 milhões na consolidação do setor. Ação deve gerar empregos e contribuir com o PIB (Produto Interno Bruto) do Estado.

Manifestando firme interesse em investir em Rondônia, o grupo C. A. B. S. Brazil assinou a carta de intenção para aplicação de R$ 600 milhões na construção de Empresa de Pesquisa Energética (EPE), implantação do terminal portuário e unidades de processamento de grãos e minérios. Além da exportação da matéria-prima de grãos, o Estado desenvolve pesquisas em jazidas de grande proporção, como cassiterita, manganês, nióbio e tântalo. Com isso, há intenção de industrialização dos minérios e grãos já processados.

Carta de intenção de investimentos garante recursos para desenvolvimento de indústrias de grãos e minérios.

O grupo de investidores da Coréia do Sul iniciou há seis meses estudos sobre o estado de Rondônia e suas viabilidades econômicas, principalmente na área agrícola, com a soja, e também os minérios.

Com a iniciativa, onde foi assinado pela primeira vez um protocolo de intenções de investimentos, agora será possível desenvolver esses projetos do setor produtivo. “Rondônia é um diamante não lapidado, é um gigante adormecido, pelas possibilidades que tem aqui”, afirmou o investidor coreano, Han Sik Lee, que na próxima semana se reunirá com o grupo de investidores para viabilizar não somente a importação dos produtos, mas realizar o processamento destes, alavancando a geração de empregos e aumento do lucro da nação.

No caminho certo, o Estado contará com potencial logístico para investimento em portos e indústrias, assim como a consolidação de uma futura EPE, que segue em estudo de viabilidade, tão importante para o andamento na zona de processamento e exportação atraindo, assim, mais investidores de outras nações. “Sinaliza pro mercado o quanto o estado tem de oportunidade, favorecendo interesse e mais investimentos. O governador Marcos Rocha desde o início (da gestão) foi claro em trabalhar o desenvolvimento do Estado gerando emprego e renda, então deste ponto de vista, é vital que tenhamos esse tipo de investimento. Semanticamente todo investimento tem um ganho de emprego e renda, certamente, o que fortalecerá o PIB do Estado”, acrescentou Sérgio Gonçalves, superintendente estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura de Rondônia (Sedi).

Para o Governo, os recursos são de suma importância para garantir o desenvolvimento do Estado num todo, onde a saúde, educação e segurança são promovidas com o crescimento econômico. “As ações que visam o atendimento à sociedade, nos hospitais, escolas e polícia necessitam de investimentos, que venham através do setor produtivo, recursos que surgem da implantação de indústrias e negócios. Vamos fomentar o desenvolvimento do nosso porto, CMR (Companhia de Mineração de Rondônia) e Rongás (Companhia Rondoniense de Gás).”, concluiu Marcos Rocha.

Leia mais: 

 Fapero e Seduc discutem investimentos em pesquisas e tecnologia nas escolas de Rondônia

 Governador assegura que planejamento e economicidade darão condições para investimentos em Rondônia em 2020

 Investimentos em saúde pública são prioridades do governo, afirma Marcos Rocha durante entrevista

 Estudo sobre exportações e investimentos em Rondônia apresentado na 8ª RRShow contribuirá para desenvolvimento do Estado, assegura governador

 Fundo Proleite destaca investimentos para o desenvolvimento da cadeia produtiva em Rondônia

 Banco da Amazônia prevê investimentos que podem chegar a R$ 2 bilhões em Rondônia e anuncia financiamento de energia solar

 Conder aprova investimentos em projetos para fomento de novos negócios, fortalecimento da cadeia produtiva e do trade turístico de Rondônia

 Investimentos em pesquisas promovem rede científica e legado aos setores produtivos de Rondônia

 Usina de Calcário produz 400 mil toneladas de minério por ano em Rondônia


Fonte
Texto: Gaia Bentes
Fotos: Nilson Santos
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Água, Brasil, Economia, Empresas, Governo, Indústria, Infraestrutura, Rondônia, Sociedade


Compartilhe