Governo de Rondônia
Domingo, 09 de maio de 2021

SEGURANÇA

Número de acidentes de trânsito cai com a Operação Lei Seca

24 de junho de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Operação Trânsito Vivo, Lei Seca

Operação Trânsito Vivo, Lei Seca

A Operação Trânsito Vivo Lei Seca, realizada Pelotão de Trânsito da Polícia Militar na terça-feira (17), e de quinta-feira (19) a domingo (22), nas ruas da capital, teve como resultado a prisão de 37 motoristas que foram flagrados dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas. A ação fiscalizatória, que é promovida regularmente, seguirá intensa, segundo o major PM Cristiano Lisboa, comandante da Companhia Independente de Trânsito. As estatísticas apontam a redução de acidente em 64,86%, em relação ao ano passado, no mesmo período.

3 - lei secaNos cinco dias em que a fiscalização foi realizada também foram retidos 72 veículos, que apresentaram algum tipo de irregularidade, e recolhidas 51 carteiras de habilitação. Nas barreiras, 13 motoristas suspeitos de dirigir embriagados se recusaram o teste de Etilômetro, que afere a quantidade de álcool no organismo. Eles responderão a procedimento administrativo e podem ser responsabilizados por infrações previstas no Código Nacional de Trânsito.

As 37 prisões por embriaguez no trânsito equivalem a 17,70% de todos os flagrantes realizados na Central de Flagrantes de Porto Velho, o que revela o volume destas ocorrências em relação aos crimes cujos infratores são presos rapidamente pela polícia.

Redução

Segundo dados da Companhia Independente de Trânsito, durante o período fiscalizado, foram anotados 26 acidentes e 46 vítimas não fatais. Este número representa redução de 64,86% de acidente no mesmo período em relação a 2013. Quanto ao número de vítimas a queda foi de 45,45%. A redução de ocorrências com danos materiais foi de 92%. Os dados, segundo o major PM Lisboa, atestam a importância da fiscalização rigorosa nas ruas da cidade.

Lisboa afirma que o rigor das operações será mantido, apesar dos pedidos para que sejam feitas ações apenas educativas. Segundo ele, como todo motorista sabe quais são suas obrigações, não justifica manter policiamento para ensinar a legislação. “Infelizmente, muitas pessoas ignoram suas responsabilidades quando estão dirigindo e acabam pondo em risco suas vidas e as de terceiros”.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Arquivo Decom
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Trânsito


Compartilhe