Governo de Rondônia
Segunda, 08 de março de 2021

SANEAMENTO

Obra de ampliação da estação de tratamento de esgoto do complexo administrativo de Rondônia está em fase final

25 de maio de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

Equipe técnica da Sugesp fez averiguação da obra

O superintendente de Gestão dos Gastos Públicos Administrativos (Sugesp), coronel Carlos Lopes, esteve averiguando a obra em construção de Ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Palácio Rio Madeira (PRM), que está em fase final, com previsão de entrega para início de julho. A estação irá evitar o lançamento de esgoto bruto na rede de água pluvial, visto que a cidade não tem um sistema de tratamento de esgoto que atenda o complexo administrativo estadual.

A obra é desempenhada pela Coordenadoria de Núcleos Administrativos (Conad) da Sugesp e tem o compromisso com a sustentabilidade e respeito ao meio ambiente. “Estamos falando de prevenção de doença, proteção do meio ambiente, melhoria da qualidade de vida. O Palácio Rio Madeira tem um grande fluxo de pessoas, além dos servidores, temos também o público externo, o que aumenta de forma relevante o volume de efluentes. Essa obra é um ato de responsabilidade com a saúde humana, com a vida”, explica o superintendente.

O tratamento de esgoto aumenta a qualidade de vida da população e esta ampliação visa atender uma demanda de tratamento de 650 m³ por dia de efluente, com eficiência de mais de 90%. “A obra conta com uma tecnologia voltada para garantir o tratamento, utilizando equipamentos de ponta, como o Sistema de Gradeamento; Estação Elevatória; Reatores UASB – Upflow Anaerobic Sludge Blanket – é um reator anaeróbio de fluxo ascendente de alta eficiência; Filtro Aerado Submerso (FAZ); Decantador Secundário Lamelar (DSL); Sopradores de ar; Queimador de Gás; Calha Parshall com Sensor; Painel automático e outros”, esclarece o engenheiro civil e fiscal da obra, José Augusto da Rosa Júnior.

De acordo com o coordenador do Conad, o sargento bombeiro militar e engenheiro civil, Fábio Bentos, a disposição adequada dos esgotos é essencial para a proteção da saúde pública, pois a falta de tratamento dos esgotos e condições adequadas de saneamento podem contribuir para a proliferação de inúmeras doenças parasitárias e infecciosas, além da degradação do corpo da água.

As estações de tratamento de esgoto, são fundamentais para garantir que água que é utilizada para lavar as mãos, tomar banho e usada na descarga no vaso sanitário, retornem para a natureza despoluídas, contribuindo com a prevenção de doenças, a promoção da saúde e a melhora da qualidade de vida da comunidade.

Além do superintendente da Sugesp, também estiveram na verificação da obra o corpo técnico responsável, o coordenador do Conad, o sargento e engenheiro civil, Fábio Bentos, engenheiro civil e fiscal da obra, José Augusto da Rosa Júnior e o engenheiro eletricista e fiscal, Josias Moreira Domingues Júnior.

 

Leia Mais :

Governo do Estado realiza desinfecção química nas dependências da Assembleia Legislativa de Rondônia

Sugesp lança site institucional para tornar mais eficientes os atos do Governo de Rondônia


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Elaine Barbosa e Marcela Alves
Fotos: Marcela Alves
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Água, Governo, Meio Ambiente, Obras, Rondônia, Saneamento, Saúde


Compartilhe