Governo de Rondônia
Domingo, 13 de junho de 2021

INFRAESTRUTURA

Obras na rua da Beira, em Porto Velho, estão em fase de finalização

29 de maio de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

PAVIMENTAÇÃO DE ASFALTO DA RUA DA BEIRA EM 29.05.15 214

Asfalto é produzido pelo DER

As duas pistas que margeiam a BR-364, em Porto Velho, chamadas de rua da Beira, após 21 meses de árduo trabalho de drenagem, retirada de entulho e asfaltamento, que foi dificultado pelas constantes chuvas no período, estão sendo finalizadas nesta sexta-feira (29). A obra era de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), mas foi realizada pelo governo de Rondônia, via Departamento de Estradas de Rodagem (DER) com recurso, pessoal e maquinário próprios.

“A rua da Beira é um anseio da população da capital e na verdade aquela obra sempre foi uma responsabilidade do governo federal, do DNIT, por ser a BR-364 uma estrada federal, mas o governador Confúcio, comprometido com Porto Velho, abraçou a causa”, explica o diretor-geral do DER, Lioberto Caetano.

Rogério Belico, gerente há mais de 6 anos da empresa Castrilon, sediada na pista da direita da rua da Beira, justifica que “o tempo estimado não foi cumprido por uma condição de clima.” “Foi muita chuva. A obra agora está sendo concluída e, para nós, do comércio, vai ser muito benéfico, pois o fluxo de pessoas vai aumentar muito”, conclui.

Rony, gerente da Transpérola, vizinho da Castrilon, complementa: “Uma obra que se imaginava para 90 dias, de acordo com o planejamento do DNIT, que não era real, agora foi feita da forma correta. A drenagem dos dois lados foi executada e a gente não tem que só reclamar; o importante é que foi feito.”

PAVIMENTAÇÃO DE ASFALTO DA RUA DA BEIRA EM 29.05.15 189

Obra é executada em parceria com a prefeitura

O coordenador geral da usina de asfalto do DER, Oseas de Oliveira, informa que foi feita uma obra de 4.200 de extensão por 11 metros de largura (drenagem; remoção de entulho; sapata de concreto com 15 centímetros de espessura; colocação de 4.800 aduelas –tubulação quadrada com 3,5 metros de altura-; encascalhamento de 185.000 m³; compactação e asfaltamento) nos dois lados da rua da Beira e garante que não haverá mais alagamento como acontecia anteriormente, pois o sistema de drenagem é capaz de suportar as fortes chuvas características da região amazônica.

“Colocamos as aduelas uma a uma, mas antes tivemos que remover o borrachudo -lama podre- e o entulho. Em frente à Mercantil Nova Era tinha até chassis de caminhão, pneu de bicicleta, sacos de lixo enterrados e eu tenho as fotos que comprovam”, lamenta Oseas.

O coordenador de negócios da empresa Noroeste, Marcelo Carvalho, recém-chegado de Goiás, afirma que não viveu os anos de penúria pelos quais passaram seus colegas comerciantes da rua da Beira, mas comemora a finalização da obra: “Temos aqui um sistema de valas de escoamento de sedimentos, e quando chove há o refluxo para dentro da empresa. Estamos muito felizes porque poderemos finalmente instalar o nosso showroom sem a sujeira e a lama”.

“Após o término do asfaltamento deste pequeno trecho que faltava, vamos fazer os meios-fios deste lado (direito, sentido Cuiabá-MT) da rua da Beira, pois do outro lado não ficou nada por fazer”, complementa Oseas de Oliveira.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Marco Aurélio Anconi
Fotos: Admilson Knightz
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Economia, Governo, Infraestrutura, Obras, Rondônia, Transporte


Compartilhe