Governo de Rondônia
Segunda, 17 de maio de 2021

SANIDADE ANIMAL

Produtores de Governador Jorge Teixeira incentivam vacinação de rebanho contra febre aftosa

14 de abril de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Idaron realiza vacinação assistida em propriedades rurais de Governador Jorge Teixeira

Idaron realiza vacinação assistida em propriedades rurais de Governador Jorge Teixeira

O produtor rural, Geraldo Augusto da Silva, é mineiro e veio para o estado de Rondônia em 2002 para visitar um amigo, mas gostou da região e resolveu comprar um lote de terra na Linha 623, KM 31,5, no município de Governador Jorge Teixeira, na região Central de Rondônia, a cerca de 307 quilômetros de Porto velho. Ele veio primeiro com a esposa, depois o filho que morava fora do Brasil.

“Trabalhamos com a pecuária de corte e bovinocultura leiteira”, disse.

Em uma propriedade de 30 alqueires, Geraldo e o filho Wallace Augusto da Silva realizaram na sexta-feira (10) a vacinação contra a febre aftosa no rebanho bovino, acompanhados por um agente de Defesa Agropecuária da Agência Estadual de Defesa Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron). “Todas as vezes que vacinamos o rebanho, a Idaron está presente e aproveitamos que o gado está preso para fazermos a vermifugação e a vacinação contra o carbúnculo. É muito importante que todos os produtores vacinem o gado, porque assim todos andam certinhos”, destacou Wallace da Silva.

José de Freitas Guedes, assistente  fiscal da  Idaron, lembrou que todos os anos realizam a vacinação assistida nas propriedades, no entorno das áreas das festas agropecuárias, consideradas de alto risco. O trabalho realizado é o acompanhamento  da  vacinação  e conferência do rebanho do pecuarista. “Procuramos as propriedades  com alto risco e produtores  que têm problemas para  dar assistência  e educação  sanitária”, explicou Guedes.

O secretário estadual de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária, Evandro Padovani, destacou que a pecuária no estado vem se desenvolvendo  cada vez mais, e que na 37ª Campanha de Vacinação foi registrada a marca histórica de 12,750 milhões de cabeças de bovinos e bubalinos. “Isso se deve ao fato de o pecuarista estar buscando novas tecnologias para implementação em suas propriedade, como por exemplo, o Sistema de Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF), conseguindo alocar em um hectare até cinco animais, enquanto a média atual do estado é de um animal por hectare”, apontou Padovani, ressaltando que nada disso valeria a pena se não tivessem a sanidade. 


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Dhiony Costa e Silva
Fotos: Dhiony Costa e Silva
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agropecuária, Ecologia, Economia, Governo, Rondônia


Compartilhe