Governo de Rondônia
Quinta, 04 de março de 2021

SEGURANÇA PÚBLICA

Operação Clone da Polícia Civil desarticula organização criminosa que atuava na clonagem de veículos em Rondônia

15 de março de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

No combate aos principais crimes patrimoniais, a Polícia Civil de Rondônia desencadeou nesta terça-feira (15), em Porto Velho, a Operação Clone, em alusão a clonagem de veículos.  Foram cumpridos 32 mandados de prisão, sendo destes 23 pessoas presas.

A ação visa combater três organizações criminosas atuantes em Rondônia, cuja finalidade é praticar crimes patrimoniais (furtos, roubos a veículos e residências, receptação etc), contra a fé pública (falsidade documental, falso reconhecimento de firma, adulteração de sinal identificador de veículos), contra o Estatuto do Desarmamento (porte, comércio e fornecimento ilegal de arma de fogo), e Lei Antidrogas (tráfico de entorpecente).

A investigação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) teve início em julho de 2015. Durante as investigações foram produzidas provas que comprovaram a existência e atuação dos grupos criminosos, com um total de 35 investigados.

Agentes da segurança pública em coletiva com a imprensa na apresentação do resultado da "Operação Clone"

Agentes da segurança pública em coletiva com a imprensa na apresentação do resultado da Operação Clone

Segundo a Polícia Civil, foram mais de sete meses de investigações que teve início em decorrência do auto de prisão em flagrante, ocorrido em julho de 2015, na Delegacia Especializada em Repressão de Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrava) pela prática dos crimes de receptação de veículo automotor.

“Os investigados, inicialmente, subtraiam o veículo escolhido mediante a utilização de um equipamento que inibe a ação do alarme conhecido por – chapolin, depois já com a posse do veículo, adulteram seus sinais identificadores, substituindo as placas, remarcando os vidros e, em alguns casos, remarcam, inclusive, o chassi”, explicou à delegada, Ingrid Brandão, o modus operandi da organização criminosa.

Foram mobilizados 190 policiais civis entre delegados, agentes e escrivães, em 48 viaturas. Foram apreendidos durante a ação, quatro pistolas calibre.40, um revólver calibre 38, munições e carregadores, rádio HT e diversos outros objetos utilizados para roubo a banco.

O secretário de Segurança de Estado, Defesa e Cidadania (Sesdec), Antônio Carlos dos Reis, parabenizou todos os policiais destacando a ação integrada das forças de segurança do estado.

“É um trabalho da força tarefa da inteligência, que de forma minuciosa conseguiu chegar a três núcleos criminosos, bem como resultando em outros desdobramentos. Desta vez trabalharam de forma integrada as polícias militar, civil e agentes da secretaria de Justiça – Sejus”, destacou Reis.

O diretor-geral da Polícia Civil, Elizeu Muller, frisou que esse trabalho desenvolvido de forma planejada e estratégica combateu os principais crimes cometidos na capital.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Arian Oliveira
Fotos: Márcia Martins
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Polícia, Rondônia


Compartilhe