Governo de Rondônia
Domingo, 21 de julho de 2019

INTEGRAÇÃO

Operação Teixeirão vai mobilizar universitários para atender municípios carentes de Rondônia

30 de agosto de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Operação Teixeirão vai utilizar a mesma metodologia do Projeto Rondon

A Operação Teixeirão, com universitários e professores locais, vai atender, no início de 2018, municípios com baixos indicadores sociais do estado, utilizando a mesma metodologia do Projeto Rondon. “Este é um projeto exclusivo para Rondônia”, anunciou o vice-governador Daniel Pereira.

Conforme o vice-governador, assim como o Projeto Rondon, a Operação Teixeirão vai mobilizar universitários de instituições do estado, que ajudarão a valorizar as comunidades, através de projetos factíveis.

Simultaneamente, eles contribuirão para homenagear o coronel Jorge Teixeira de Oliveira, cuja história está intrinsecamente ligada à transformação do Território Federal de Rondônia em estado e obras estruturantes deste período.

Daniel Pereira acompanhou as atividades do Projeto Rondon, que retornou a Rondônia em julho deste ano, quando completou 50 anos do início das atividades na região. Participaram mais de 300 estudantes e professores, que percorreram municípios previamente selecionados com ações de cidadania.

“A presença dos jovens, no Projeto Rondon, faz com que eles tenham contato com realidades diferentes das regiões onde vivem”, ressalta Daniel Pereira. A proposta da Operação Teixeirão é a mesma, porém, com universitários de Rondônia.

A gerência do Projeto Rondon, no Ministério da Defesa, já discute com o governo de Rondônia uma proposta para consolidar a Operação Teixeirão.

As instituições de ensino superior serão selecionadas partir de chamamento público. A operação contará com até quatro equipes com 10 rondonistas, sendo que dois professores oriundos dos diversos cursos de graduação.

Os municípios a serem atendidos serão indicados pelo governo do estado, que arcará também com os custos operacionais. O projeto prevê que a Operação Teixeirão terá duração de 16 dias e acontecerá no período de férias das instituições.

CASA DE RONDON

Ainda como parte das ações para valorizar a história regional, Daniel Pereira anunciou que fez contatos com o Comando da Base Aérea de Porto Velho para tratar da preservação e utilização da Casa de Rondon, localizada em Vilhena,  que está abandonada.

O vice-governador propõe que a gestão do prédio histórico seja transferida para o governo do estado, à prefeitura municipal, ou a ambos.

“Cândido Rondon é um herói nacional, tem seu nome relacionado ao nosso estado, portanto, nada mais justo que sua história seja valorizada e perpetuada através de gestos práticos que estão ao nosso alcance”, afirmou.

Outra proposta encaminhada pelo vice-governador é a aquisição de 1 mil exemplares do livro “Missão Rondon”, editado pelo Senado Federal, para que sejam distribuídos nas escolas públicas do estado.

Ele disse que pedirá aos senadores de Rondônia que contribuam com este projeto.

O livro contém apontamentos sobre os trabalhos realizados pela Comissão de linhas telegráficas estratégicas de Mato Grosso ao Amazonas, sob a direção do então coronel de engenharia Cândido Mariano da Silva Rondon, de 1907 a 1915. É um dos relatos maios importantes deste período já reunidos numa publicação.

Leia mais:
 “Os jovens e adolescentes de Alto Paraíso têm nos impactado positivamente”, diz professor do Projeto Rondon


Fonte
Texto: Nonato Cruz
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Convênios, Distritos, Governo, Inclusão Social, Rondônia


Compartilhe