Governo de Rondônia
Segunda, 28 de setembro de 2020

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Palestra online da Setic nesta sexta-feira, 11, analisa memória de aplicações NET

10 de setembro de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

Palestra mostrará como identificar o que o usuário fazia no momento da ocorrência, descobrindo se a ocorrência foi motivada por rede, software ou pela própria internet

“Analisando dumps de memória de aplicações NET” é o tema da palestra on-line que a Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) promoverá nesta sexta-feira (11), às 12h.

O palestrante é o arquiteto chefe de software Giovanni Bassi, fundador da Lambda3 e Microsoft MVP. Ele se define como “quebrador de status quo”. Escreve artigos, fundou o Net Architects, mantém o podcast Tecnoretórica e da Lambda3, um blog e muitos projetos no Github.

Giovanni trouxe os programas da Scrum.org para o Brasil e criou a Lambda3, “que insiste em fazer projetos e consultoria direito”.

O memory dump (ou despejo* de memória) reproduz tudo o que está armazenado em um determinado momento da execução do programa. Geralmente, quando ocorre um erro.

A cada semana o público interno e externo conhece uma experiência diferente trazida por especialistas. Sixfire, como ficou conhecido o evento, atende às consultas de 12 times (equipes) da Setic. Sem custos para o governo estadual, cada time chama um especialista para lives semanais.

 

“O objetivo maior é promover conhecimentos entre nós todos: o que a tecnologia utiliza e que dúvidas temos, o que dá certo e o que dá errado, numa cultura de experimentação e aprendizado”, explica o gerente de desenvolvimento na Setic, Maicon Moreira.

 

O palestrante desta sexta-feira mostrará exatamente como identificar o que o usuário fazia no momento da ocorrência. Conforme Maicon Moreira, descobre-se, por exemplo, se a ocorrência foi motivada por rede, software ou pela própria internet. “Assim chegamos mais rapidamente à raiz da ocorrência, evitando-se perda de tempo”, ele acrescentou. A Setic mantém 26 servidores de arquivos, como informa o desenvolvedor Tiago Lopes de Aguiar.

Servidores e convidados participam através da plataforma oficial do Estado,e pela fanpage da Setic no Facebook (@setic.rondonia). É livre o acesso ao público, sem a necessidade de cadastro.

_______

* O despejo normalmente trata da reprodução física da memória e é muito importante em linguagens de nível um pouco mais baixo (Assembly, C, C++, etc.) com acesso total à memória, causando resultados inesperados.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Frank Néry
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia


Compartilhe