Governo de Rondônia
Segunda, 14 de junho de 2021

CONVÊNIO

Parceria acelera distribuição de calcário nos 52 municípios rondonienses

08 de outubro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Convênio entre o Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) e a Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri) beneficiará mais de 20 mil produtores rurais nos 52 municípios rondonienses com a distribuição de calcário. Com a parceria, a Seagri contará com o apoio de 20 caminhões basculantes do DER para fazer a distribuição de 52 mil toneladas de calcário.

Reunião entre diretores e técnicos do DER e da Seagri

Reunião entre diretores e técnicos do DER e da Seagri

Pelo acordo selado entre o diretor-geral do DER, Lioberto Caetano, e o secretário de Agricultura, Evandro Padovani, as caçambas do Departamento atenderão à Seagri no período de chuvas, quando a demanda de serviços com os basculantes é reduzida.

Caetano explicou que o DER já é parceiro do produtor rural, haja vista que é o órgão responsável pela manutenção das estradas estaduais. “O homem do campo precisa levar seu produto para comercializá-lo na cidade. Isso acontece porque o DER cuida das estradas. Agora, o órgão ajudará a Seagri na distribuição de calcário”, salientou o diretor.

Conforme Padovani, o Governo de Rondônia adquiriu 52 mil toneladas de calcário para distribuir aos pequenos produtores. Em cada um dos 52  municípios rondonienses serão 400 produtores, totalizando 20 mil beneficiados. “Todas essas ações comprovam a importância do homem do campo para o governador Confúcio Moura, que recupera e abre estradas, e também distribui calcário”, acrescentou.

Chefe de Núcleo na Seagri, José Carlos de Oliveira Cidade disse que o produtor beneficiado com a distribuição do calcário pelo governo estadual precisa atender a uma série de condições, como estar na condição de proprietário, posseiro, assentado,  arrendatário, parceiro e meeiro, referente à agricultura familiar. Outro pré-requisito é que a renda bruta anual precisa ser oriunda das atividades rurais.

O beneficiário, ainda de acordo com José Carlos, precisa estar inserido em algum programa social, como a aquisição de alimentos ou créditos fundiários. E, por fim, tem que explorar atividades, como chacareiro, pecuária leiteira, piscicultura, agroindústria, revitalização de cafeicultura ou hortifrutigranjeiro.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Nilson Nascimento
Fotos: DER
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Convênios, Governo, Piscicultura, Rondônia


Compartilhe