Governo de Rondônia
Segunda, 23 de outubro de 2017

INTEGRAÇÃO

Parcerias internacionais e inovação da gestão pública fazem parte dos debates do 5ª Fórum de Governadores do Brasil Central

06 de outubro de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Embaixador do Reino Unido Vijay Rangarajan apontou a diversidade de oportunidades de parcerias com os estados do Brasil Central

Avança a construção coletiva de soluções comuns aos estados de Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Maranhão e Distrito Federal durante reunião ordinária do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento que faz parte da programação da 5ª reunião do Fórum de Governadores do Brasil Central (BrC) realizado em Porto Velho.

O evento contou na quinta-feira (6) com a presença do embaixador do Reino Unido Vijay Rangarajan responsável pela palestra ‘‘Parcerias Internacionais – Oportunidade Reino Unido e BrC ’’. Pela primeira vez em Rondônia, ele não poupou elogios ao Estado que se projeta internacionalmente como terra de oportunidades. ‘‘A paisagem com rios e floresta é impressionante’’, revela não deixando de ressaltar o clima quente.

Ele destacou ainda que há uma diversidade de oportunidades de parcerias entre os estados que compõem o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central e o Reino Unido. ‘‘Parcerias na área do comércio, energia, agricultura que vocês têm oportunidades enormes em Rondônia e em outras partes centrais do Brasil também, de pesquisas em saúde, tecnologia, cidades inteligentes’’, aponta o embaixador.

Para Rangarajan, outro ganho com a parceria é quanto às questões climáticas. ‘‘Nós temos parceria com o governo do Brasil, com projetos enormes sobre mudança no clima. Isso é muito importante  internacionalmente porque envolve Brasil, Reino Unido, União Europeia e a China e pode evitar mudanças climáticas perigosas para todos nós’’, avalia.

Especialista líder em Modernização do Estado, Francisco Caldas ressalta importância das inovações na gestão pública

GESTÃO PÚBLICA

Se por um lado as parcerias internacionais começam a se tornar mais consolidadas, por outro o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central vem buscando soluções para desafios comuns como o avanço na gestão pública.

Para contribuir com novas estratégias de modernização, investimento e gestão dos governos também estiveram no fórum o especialista principal em Gestão Pública Edgardo Mosqueira e o especialista líder em Modernização do Estado Francisco Caldas, ambos do Banco de Desenvolvimento Interamericano (BID).

Coube a Francisco Caldas a missão de apresentar linhas de recursos de áreas afins do BrC e a Edgardo Mosqueira o compartilhamento das boas experiências de consórcios no mundo. ‘‘O Banco vai mostrar as iniciativas de gestão pública, de governo eletrônico, transparência, de controle, de seguridade cidadã e ajudar os estados que estão precisando de apoio técnico nessas áreas’’, disse Francisco Caldas.

Em um momento delicado que ainda passa a economia brasileira, Caldas ressalta a importância das inovações na gestão pública.  ‘‘Não vai haver uma melhora da produtividade brasileira se não houver inovação, gestão, tecnologia e todos os atributos que formam a modernização do Estado’’, avalia. Ele aponta quais as principais ações estratégicas para os estados inovarem.

‘‘O Banco tem feito trabalho ao longo da América Latina e Caribe em iniciativas de modernização do Estado que pautam primeiramente por resolução de trâmites administrativos, incorporação de forma intensa de governança eletrônica e de apoio a um melhor serviço ao cidadão. Queremos que os governos melhorem o atendimento e prestação de serviço aos

Especialista principal em Gestão Pública, Edgardo Mosqueira explica a importância da formação de consórcios

cidadãos’’, destaca.

Para Edgardo Mosqueira, a formação de consórcio como é o caso do Brasil Central não se resume há apenas enfrentar problemas comuns, mas também na melhoria das condições econômicas e melhor eficiência. ”E essa  maior eficiência pode se conseguir quando a produtividade se eleva consideravelmente e esta produtividade pode ser elevada através de um esforço conjunto de todos os estados que integram o consórcio”, aponta.

Leia mais.

 Grupo de trabalho realiza estudos para criação de previdência complementar do Consórcio Brasil Central

 Captação de recursos e comércio são temas da agenda principal do 5º Fórum de Governadores do Brasil Central em Porto Velho

Brasil Central debate logística e comércio exterior em Porto Velho nos dias 5 e 6 de outubro

O que os estados membros do Brasil Central produzem é exemplo para o país, diz Confúcio Moura a oficiais do Exército


Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Bruno Corsino
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Economia, Fórum de Governadores Brasil Central, Governo, Municípios, Rondônia, Sociedade, Tecnologia


Compartilhe


Twitter
Facebook
Youtube
YouTube