Governo de Rondônia
Sexta, 26 de fevereiro de 2021

INFRAESTRUTURA

Penitenciária Feminina de Porto Velho tem novo berçário para filhos de internas

28 de setembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Após as novas adequações, o local conta com 11 vagas, espaço para as mães com os bebês, espaço para as gestantes, fraldário, vestuários e cozinha adaptada

Após as novas adequações, o local conta com 11 vagas, espaço para as mães com os bebês, espaço para as gestantes, fraldário, vestuários e cozinha adaptada

 

A Penitenciária Estadual Feminina de Porto Velho (Penfem) reinaugurou neste mês o alojamento berçário. Após as novas adequações, o local conta com 11 vagas, espaço para as mães com os bebês, espaço para as gestantes, fraldário, vestuários e cozinha adaptada.

A diretora administrativa da penitenciária, Cristiane Garcia da Silva, explicou que a readaptação do alojamento berçário foi possível por meio de projeto social apresentado à Justiça Federal. “Tomamos ciência que a Justiça Federal estava com edital aberto para receber projetos sociais das entidades de Porto Velho, escrevemos a penitenciária, fomos habilitados e convocados a apresentar nosso projeto. Logo veio a ideia de reformar a creche para adaptar conforme as recomendações vigentes”, explica.

Foi feito o projeto arquitetônico, hidráulico e elétrico da estrutura, sendo, então, contemplado. A reforma foi iniciada com mão de obra apenada, por meio de um convênio firmado entre a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e o Departamento de Estradas, Rodagens, Estrutura e Serviços Públicos (DER).

Cristiane ressalta que as apenadas ficaram maravilhadas com o novo ambiente. “Conseguimos proporcionar um local mais adequado para os bebês, limpo, arejado e climatizado, que se compara ao de uma creche e não ao de uma prisão. Sempre trabalhamos com o objetivo de atender bem, não importa qual o público destinado”, afirmou a diretora.

Há três anos privada de liberdade, mãe de um bebê de seis meses, a apenada Carla Cristina Rodrigues disse que agora ficou melhor para as crianças. “Minha expectativa é sair até o mês de dezembro. Quando sair vou morar na casa que ganhei em um programa social de habitação, trabalhar e cuidar dos meus filhos”, relatou.

A apenada disse o local ficou melhor com mais espaço para as crianças.

A apenada disse o local ficou melhor, com mais espaço para as crianças

Para o secretário de Justiça, coronel Marcos Rocha, a inauguração foi importante porque é algo que já vinha sendo cobrado. “Foi a união de todos conquistando a melhoria do sistema prisional. As crianças não têm culpa do crime que os pais cometeram, e precisamos dar toda oportunidade para elas terem este primeiro com a mãe e ao mesmo tempo fazer com que a mãe entenda a necessidade da recuperação, e de poder estar junto com seu filho”, pontuou Rocha, parabenizando a Justiça Federal e a direção da unidade.

O advogado e representante do Comitê de Prevenção e Combate à Tortura de Rondônia, Ezequiel Roque, relatou que o conselho tem lutado para a melhoria do sistema prisional. “O resultado disso é a valorização da vida humana, respeito ao direito da criança e do adolescente, direito da prioridade absoluta e tratamento com dignidade. Parabéns por esta conquista”, argumentou.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Cíntia Xavier
Fotos: Cíntia Xavier
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Inclusão Social, Infraestrutura, Justiça, Legislação, Obras, Rondônia, Segurança, Serviço, Sociedade


Compartilhe