Governo de Rondônia
Quarta, 25 de novembro de 2020

NEGÓCIOS

Pequeno produtor de Ji-Paraná inicia implantação de granja de postura

10 de junho de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

Consumo de proteína animal é recomendado pelos médicos

A crise sanitária instalada mundo afora se tornou um incentivo ao pequeno produtor rural Igan Gonçalves Leal de Andrade a implantar uma agroindústria de postura, em Ji-Paraná. “Todo tempo é tempo de investir. É no momento de restrição sanitária que temos de buscar alternativas de ganhos. Escolhi esse segmento porque a proteína animal é essencial ao consumo humano e garante o retorno financeiro”, disse o produtor, que está em pelo desenvolvimento do projeto.

No começo do negócio, Igan de Andrade pretende recolher e comercializar no mercado local uma média de dois mil ovos diariamente. A proposta futura dele é ampliar a produtividade e expandir a venda a outras praças da região.

“Já fiz a pesquisa sobre produção e venda. Estou certo de que é um excelente negócio”, afirmou, no momento em que buscava orientações técnicas mais detalhadas no escritório local da Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), na terça-feira (9).

Ambicioso, o investidor já trabalha no projeto a implantação de uma fábrica de ração para os próprios animais. Para tanto, ele buscou informações junto à Emater e Embrapa, além de visitar e conhecer de perto outras plantas do mesmo ramo na região.

“O entreposto de ovos é um negócio funcional e promove boa renda. Além disso, o produtor conta gratuitamente com assistência técnica e tem redução no valor das taxas das guias de recolhimentos”, explica a técnica da Emater, a agrônoma Edilene da Silva, por ocasião do acolhimento a Igan de Andrade.

O atendimento no escritório local da Emater segue agendado para combater a proliferação do coronavírus.

 

“Nosso atendimento presencial só ocorre quando somos solicitados virtualmente pelos produtores”, pontua Edilene Silva.

Satisfeito com o serviço da Emater, o produtor Igan de Andrade recebeu na propriedade a visita técnica da agrônoma para a elaboração da planta da granja. “A agroindústria vai ser erguida conforme todos os protocolos comerciais e emanados pelas vigilâncias sanitária e ambiental”, detalha Edilene.

O entreposto de ovos será mais uma empresa a se instalar no setor Capelasso, onde vive o pequeno produtor. A região já conta com frigorífico, fábrica de farinha de osso e curtume.

Leia Mais:

Com produção diária de 200 mil litros de leite, municípios da regional Rio Machado recebem equipamentos do ProLeite

Experiências de agricultores de Rondônia serão aplicadas por meio de projeto em intercâmbio entre Brasil e Colômbia


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Distritos, Ecologia, Economia, Empresas, Governo, Indústria, Legislação, Meio Ambiente, Obras, Rondônia, Saúde, Tecnologia


Compartilhe