Governo de Rondônia
Segunda, 14 de junho de 2021

SEGURANÇA PÚBLICA

Polícia Militar de Rondônia inicia curso com etapa presencial para aperfeiçoamento de 82 sargentos em Porto Velho

31 de outubro de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Sargentos se preparam para mudança de patente.

Começou nesta terça-feira (31) a segunda etapa do Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS), com aulas presenciais envolvendo 12 disciplinas para 82 policiais militares de Rondônia. A turma está encerrando o módulo de educação à distância, composto por quatro disciplinas. Nas duas etapas, o curso, previsto para ser concluído em 18 de dezembro, terá totalizado 485 horas-aula.

Para encerrar a plataforma de estudos à distancia, disponibilizada pela Policia Militar, serão feitas duas provas ainda nesta semana – primeiro e três de novembro -, segundo explicou o 2º sargento André Prudente de Almeida, 37 anos, oficial da turma de 2010 e que espera ser aprovado para passar a 1º sargento.

Tanto ele quanto o colega André Silva Bem, de 42 anos, e Laercio Jesus Costa, 49 anos, consideraram puxado o modulo à distância. Entre as disciplinas presenciais que irão frequentar estão conhecimento sobre o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), Direito Penal e Direito Penal Militar.

No ato de abertura da aula inaugural, o vice-governador Daniel Pereira disse que a Polícia Militar não é polícia de segunda categoria para que não possa se enquadrar “no conceito de autoridade policial, não apenas pelo que diz a lei mas também pelo que faz todo dia, protegendo as pessoas,” ao falar sobre a ação de inconstitucionalidade que tenta invalidar o decreto do governador Confúcio Moura regulamentando a tarefa de elaborar o TCO ao policial militar.

Pela lei 9099, de 1995, que criou os Juizados Especiais Civis e Criminais (Jecrim), a autoridade policial pode lavrar o termo e o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu que a PM e também a Polícia Rodoviária Federal podem elaborar o documento, não cabendo apenas à polícia judiciária (Civil).

Daniel Pereira: a PM não é polícia de segunda categoria.

O vice-governador falou de algumas realizações nunca ocorridas no estado em 40 anos de existência, como a autonomia da Polícia Técnica e garantia de que as delegacias tenha material para fazer identificação de digitais. “Antigamente nem sempre havia o reagente. Hoje 100% das delegacias estão equipadas para que o datiloscopista possa fazer seu trabalho”, disse.

O comandante geral da Polícia Miliar coronel Enedy Dias disse que há de se reconhecer os esforços e investimentos feitos pelo governo para a capacitação e formação dos policiais, citando que somente neste momento estão sendo realizados cursos para formação de 300 soldados, para mais de 400 cabos e o de sargentos.

“Com apoio do governador Confúcio e do vice-governador estamos mantendo nossos policiais e oficiais preparados, e não temos tido notícias de erros da tropa da PM. A preocupação com a formação é constante. Expresso o desejo de que cada um de vocês aproveitem essa oportunidade para obter o melhor conhecimento,” disse.

A abertura da aula presencial aconteceu no auditório do Ministério Público do Trabalho (MPT). O Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS) é coordenado pelo capitão Adenilson Silva Chagas. Na fase presencial serão 50 dias de aula, e parte da turma será promovida caso tenha êxito nas provas finais.

Leia mais:
Polícia Militar forma sargentos e amplia qualidade da segurança pública; governo investiu R$ 1,8 milhão no curso
Segurança pública deve ajudar a fortalecer a família, diz governador Confúcio Moura a futuros sargentos da Polícia Militar


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Fotos: Marquinhos Pereira
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Convênios, Cursos, Governo, Rondônia, Segurança, Serviço, Sociedade


Compartilhe