Governo de Rondônia
Sábado, 19 de outubro de 2019

PLANO SUSTENTÁVEL

População de Ouro Preto do Oeste discute plano elaborado pelo governo estadual para os próximos 15 anos

30 de junho de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

O município de Ouro Preto do Oeste sediou na terça-feira (28), no auditório da Associação Comercial e Industrial (Aciop), audiência pública para apresentação do Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável (PDES). Elaborado pelo governo federal, em conjunto com o governo do estado, o Plano se baseia no conhecimento da realidade local e nas políticas públicas voltadas ao desenvolvimento socioeconômico, mediante a execução de um conjunto de diretrizes, programas e projetos. O instrumento considera peculiaridades regionais com o objetivo de promover a diminuição das desigualdades, favorecer a integração fronteiriça e aumentar a riqueza.

Audiência foi realizada no auditório da Associação Comercial de Ouro Preto d'Oeste

Audiência foi realizada no auditório da Associação Comercial de Ouro Preto d’Oeste

O evento, que reuniu cerca de 230 pessoas, destacou relevância para o estado, enquanto a sociedade organizada, os poderes e os agentes políticos devem tomar parte em sua discussão, tendo em vista que depois de finalizado o PDES se transformará em lei, que vai orientar as diretrizes de desenvolvimento de Rondônia para os próximos 15 anos, com a previsão de inserção de políticas públicas fundamentais e sustentáveis que contemplem os interesses de toda sociedade rondoniense.

Os trabalhos de apresentação foram conduzidos pela coordenadora técnica do PDES, Zilene Santana Silva Rabelo, com a participação do técnico da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), economista Natan Oliveira, que fez ampla explanação sobre o diagnóstico econômico do estado. Segundo ele, um dos principais focos das audiências é a apresentação do PDES a toda a sociedade, e assim poder construir a minuta do projeto de lei que será levado para aprovação da Assembleia Legislativa. Natan Oliveira também destacou a evolução histórica do Produto Interno Bruto (PIB) de Rondônia, enfatizando que o estado cresceu muito nos últimos anos na agropecuária, agricultura, indústria, entre outros setores.

A assessora técnica da Sepog, Ana Maria Vilar, fez um diagnóstico situacional participativo do Estado de Rondônia, o qual contempla quatro diretrizes e 28 programas.

A deputada Marinha Raupp já tinha conhecimento do projeto e a apresentação naquele momento só veio mostrar a importância da união dos poderes em prol do crescimento do estado. “Hoje o governo do estado fez uma apresentação mais ampla. É muito importante pensar na Rondônia no presente e no futuro. O governador Confúcio Moura está de parabéns, e nós, como parlamentares, também estamos à disposição para fomentar essa parceria”, afirmou a deputada, acrescentando que deseja que as ações debatidas no PDES sejam colocadas em prática, independente de governos ou atribuições partidárias, e que a população rondoniense seja colocada em primeiro plano.

A secretária de governo, Maria Araujo de Oliveira, avaliou positivamente a iniciativa. “No momento em que o País está vivendo uma encruzilhada, precisamos descortinar novos rumos da economia para a sociedade brasileira. Esse investimento numa base científica para que possamos pensar o estado a partir de bases mais claras, para o seu desenvolvimento. Isso é uma contribuição que a meu ver não é de governo, é uma contribuição para o estado”, pontuou a secretaria, explicando que os governos são efêmeros, e muitas vezes os que sucedem não conseguem ou não desejam, por qualquer questão, priorizar aquilo que o antecessor trabalhou e estudou.

Ao final da audiência pública, todos foram unânimes que os resultados serão colhidos em breve, já que o debate foi pautado em uma só palavra de ordem: “Projetar Rondônia para o futuro com responsabilidade”.

Outros estados

O PDES de Rondônia é o primeiro de uma série de planos apoiados pelo Ministério da Integração com o objetivo de alavancar os estados brasileiros. Estratégias para Alagoas, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe, por exemplo, estão em fase de contratação. Todos são elaborados em conformidade com as diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), executada pela pasta com a missão de reduzir desigualdades e aproveitar potencialidades de desenvolvimento.

A audiência pública teve a presença da secretária executiva regional de governo polo IV, Maria Araujo de Oliveira; deputada federal Marinha Raupp; Antonio de Assis Furtado, chefe regional da Emater; prefeitos de Nova União, José Silva; e do Vale do Paraíso, Luiz do Hotel, além de vereadores, presidentes de associações, estudantes e demais autoridades constituídas.


Fonte
Texto: Alexandre Araujo
Fotos: Alexandre Araujo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Assistência Social, Brasil, Capacitação, Convênios, Distritos, Economia, Evento, Governo, Meio Ambiente, Municípios, Rondônia, Sociedade


Compartilhe