Governo de Rondônia
Segunda, 30 de março de 2020

COMODIDADE

Posse de concursados e assinatura de contrato temporário do Estado passa a ser digital em Rondônia

19 de março de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

Documentos enviados para posse de contrato temporário

Para tomar posse e tornar-se de vez um servidor público, o candidato deve ser aprovado em um concurso, depois comparecer ao Palácio Rio Madeira, em Porto Velho, e entregar diversos documentos. Nos municípios do interior de Rondônia, eles entregam a documentação que o edital exige para os órgãos representantes. Cada processo gera em torno de oito folhas, era dessa forma o ingresso realizado pelo Estado. Agora, todo esse processo de posse e assinatura de contrato temporário passar a ser digital pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Pensando no bem-estar, saúde, facilidade, agilidade, montagem, assinatura e desburocratização dos processos, a Superintendência do Estado para Resultados (EpR) adaptou o SEI para que futuros servidores assinem os processos de posse e contrato temporário de forma eletrônica.

 

“Já em uso, com o funcionamento do sistema, o novo servidor nem precisa sair de casa”, disse o superintendente da EpR, Coronel Delner Freire. 

 

O SEI é gerenciado pela EpR e funciona para criação e tramitação de processo digital, nesta plataforma promove-se a eficiência administrativa, tendo como principal característica a ausência do papel como suporte físico para documentos institucionais.

Processos físicos passam a ter formato digital (as fotos foram tiradas antes do decreto que estabelece situação de emergência)

A Gerência de Concursos e Posses (GCP), da Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep), é quem recebe os documentos dos candidatos. Eles entregam a documentação, onde é conferido uma a uma. Na gerência trabalham cerca de dez pessoas, que também atuam em outras áreas como, prestação de conta, tabular dados e mandado de segurança.

Com o uso do SEI, se toda a documentação estiver correta, espera-se que com apenas quatro dias esteja tudo certo para o servidor tomar posse, o que antes demorava mais de meses.  “Estamos falando de um volume muito grande de informações sendo entregues” comentam os servidores da GCP. 

De acordo com o superintendente da Segep, Coronel Silvio Luiz Rodrigues da Silva, atualmente os servidores estão trabalhando para que processos físicos diminuam e até 2021 não exista mais desta forma.

 

“Tem todo uma triagem que é realizada até chegar para minha assinatura e da forma eletrônica é mais fácil e agiliza o processo”, disse Rodrigues.

 

Com fácil acesso caberá ao candidato o escaneamento e envio dos documentos e, por fim, a assinatura do contrato gerado diretamente no Sei.

Para Delner Freire, essa é uma tecnologia que veio para ficar, nesse momento tão delicado do país.

Quem precisa de ajuda, a gerência atende pelo telefone (69) 98484-4015 e também pelo e-mail: gdrhsead@gmail.com. Os servidores da gerência foram amplamente preparados para fazer uso dessa nossa função.

Leia mais:

Profissionais de tecnologia da informação e comunicação do Governo de Rondônia participam de encontro sobre Lei Geral de Proteção de Dados

Superintendência do Estado para Resultados alinha novos fluxos do SEI com gestores de Recursos Humanos do estado


Fonte
Texto: Maximus Vargas
Fotos: Maximus Vargas
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Municípios, Rondônia, Saúde, Segurança, Serviço, Servidores, Sociedade, Tecnologia


Compartilhe