Governo de Rondônia
Segunda, 25 de março de 2019

CIDADANIA

Posto de identificação para emitir identidade é instalado na zona leste de Porto Velho

18 de dezembro de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Vice-governador Daniel Pereira e prefeito Hildon Chaves no CEU, zona leste.

O governo de Rondônia em parceria com a prefeitura de Porto Velho implantou mais um posto de identificação para emitir carteira de identidade, e com isso facilitar o acesso da população ao serviço. A zona leste, região mais populosa da capital, com cerca de 180 mil habitantes, é a primeira contemplada com esse atendimento, no bairro JK, na estrutura do Centro de Esportes e Artes Unificados (CEU). Ele está localizado na Benedito Inocêncio com Antônio Fraga Moreira.

Para viabilizar o serviço, governo e prefeitura assinaram termo de cooperação. Já são mais de vinte os postos de identificação implantados no estado, uma iniciativa da Polícia Civil, por meio do Instituto de Identificação, com apoio da Vice-Governadoria.

“Esta é uma parceria muito importante, e que estamos buscando firmar com os 52 municípios. Ao longo de 40 anos, este serviço somente podia ser requerido pelos moradores em 27 municípios. Nos últimos doze meses já levamos a parceria a treze municípios, e outros três vamos atender neste final de ano”, declarou o vice-governador Daniel Pereira. Ele e o prefeito Hildon Chaves estiveram na sexta-feira (15) pela manhã na inauguração do espaço.

É intenção da prefeitura ampliar a parceria com o governo, levando postos também para as zonas Sul e Norte e distritos, o que ocorrerá no começo de 2018. Descentralizar e oferecer mais agilidade no atendimento e emissão da identidade são os objetivos do projeto.

Segundo Daniel Pereira, somente no Tudo Aqui – centro de Porto Velho – há uma demanda de 200 pessoas ao dia, em média, para solicitar identidade. “Quando a prefeitura abraça a ideia com a gente o benefício é evidente; tira o excesso de pessoas da Sete de Setembro, para muitas pessoas difícil de chegar e difícil de estacionar”, disse.

Segundo o diretor-geral do Instituto de Identificação, Júlio Kasper, o governo de Rondônia treina funcionários das prefeituras e fornece os equipamentos necessários para o cadastro e coleta de informações da pessoa.  O kit com máquina fotográfica digital, leitor ótico de digitais, modulo cenário para captura de imagens e módulo para acondicionamento e transporte desses instrumentos, além de fonte de alimentação e licença de acesso ao software para cadastrar é fornecido pelo órgão estadual. O custo é de cerca de R$ 12 mil.

A prefeitura viabiliza  local, computador, impressora e os servidores, que assinam um termo de responsabilidade. O termo de cooperação técnica ocorrerá pelo prazo de cinco anos.

O prefeito Hildon Chaves disse que a demora na expedição da carteira de identidade ocorria, entre ouros fatores, porque se fazia apenas em Porto Velho para todo o estado, à exceção da papiloscopia (digital). “Isso levava de seis a 12 meses até a emissão do documento mais básico e importante da cidadania. Isso aqui representa um resgate extraordinário”, declarou.

Leia mais:

Municípios de Jaru e Alvorada do Oeste passam a contar com Unidade Integrada de Segurança Pública


Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Fotos: Tiago Miranda
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Capacitação, Convênios, Distritos, Evento, Governo, Justiça, Municípios, Polícia, Rondônia, Serviço, Servidores


Compartilhe