Governo de Rondônia
Domingo, 22 de julho de 2018

RESSOCIALIZAÇÃO

Prefeitura de Rolim de Moura prevê economia de até 70% com mão de obra de reeducandos em parceria com a Sejus

30 de junho de 2018 | Governo do Estado de Rondônia

A reunião aconteceu na Casa de Prisão Semiaberto de Rolim de Moura.

A Prefeitura de Rolim de Moura e a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) avançam em parceria que visa a contração de mão de obra de reeducandos do sistema prisional estadual. O assunto foi tratado em reunião ocorrida na sexta-feira (29), nas dependências da Casa de Prisão Semiaberto de Rolim de Moura, com a participação do secretário de Justiça, Adriano de Castro, e do prefeito Luizão do Trento.

A proposta consiste na contratação dos reeducandos para atuarem em três frentes de trabalho. No segmento da construção civil, terá a fabricação de manilhas, bloquetes e meio fio. No município já existe uma fábrica para esses fins, porém a falta de mão de obra inviabiliza atender a alta demanda voltada à melhoria da infraestrutura de ruas e avenidas. O projeto prevê a instalação de uma fábrica na área do presídio semiaberto.

Já no segmento da apicultura, as atividades serão voltadas para a montagem de colmeias e, posteriormente, a criação de abelhas para a produção de mel e seus derivados, em parceria com a Associação dos Apicultores Chapada dos Parecis (Apis), com sede em Rolim de Moura, e que agrega 52 sócios atuantes nos municípios de Rolim, Castanheiras, Santa Luzia D’Oeste, Novo Horizonte D’Oeste, Alto Alegre dos Parecis, Parecis, Alta Floresta D’Oeste, Nova Brasilândia D’Oeste, São Felipe D’Oeste, Cacoal e Pimenta Bueno.

O presidente da Apis, José Aparecido Buziquia, informa que a produção anual de mel da Associação é de aproximadamente 30 toneladas, sendo esta consumida somente no Estado de Rondônia. O apicultor está otimista com o aumento da produção que poder vir impulsionado com o reforço na mão de obra. “Com trabalho dos reeducandos, vai ser possível aumentar a produção do mel, já enxergando a possibilidade de exportação para outros estados e até para outros países”, previu Aparecido.

O município de Rolim de Moura ainda poderá contar com o apoio ao atendimento à demanda alimentar das escolas e do Hospital Municipal, já que a Secretaria de Justiça disponibilizou a panificadora que funciona na Casa de Prisão Semiaberto.  “A Sejus possui todos os equipamentos da panificadora, além da mão de obra. O município entrará somente com a compra dos insumos para a produção de pães”, observou o gerente Regional do sistema penitenciário, Marcos Aurélio Lira.

Ficou acertado na reunião que a coordenação da panificadora encaminhará à Prefeitura informações sobre quantitativos de produção de pães, diário e mensal, para ser mensurada a possibilidade de atender a demanda das escolas municipais e do hospital.

O prefeito de Rolim de Moura prevê que a parceria com a Sejus, que viabilizará a mão de obra dos reeducandos, gerará uma economia expressiva ao município, além trazer receita aos cofres públicos com a exportação de mel e derivados. “Essa parceria será muito importante para o município. Hoje o município não consegue realizar concurso e contratar novos servidores para agilizar atividades como a produção de manilhas. E com a mão de obra dos reeducandos, aceleraremos a produção com baixo custo, gerando uma economia de até 70%”, disse o prefeito Luizão do Trento.

OPORTUNIDADE

Por outro lado, a parceria com a Prefeitura representa mais um avanço no processo de ampliação do volume de inserção de reeducandos no mercado de trabalho. “Vamos fechar este mês julho com mais de 2 mil vagas de trabalho remunerado para os reeducandos, com os novos convênios que estão sendo celebrados entre a Sejus e órgãos públicos, prefeituras, além de empresas do setor privado. Trabalhar é um direito de todos”, destacou o secretário Adriano de Castro.

A Gerência de Reinserção Social da Sejus se encarrega de selecionar os reeducandos para atender requisitos definidos pelo conveniado. Lembrando que, durante o cumprimento de pena, o reeducando tem a oportunidade de fazer cursos profissionalizantes nas mais diversas áreas, o que torna uma mão de obra qualificada.

Além do secretário de Justiça e do prefeito, participaram da reunião:  Thiago Muzuco, engenheiro civil da Gerência de Infraestrutura da Sejus; a primeira dama do município, Carla Schock; o secretário Municipal de Agricultura, Dionísio Pereira; o secretário Municipal de Obras, Marcelino Alves; o gerente Regional do sistema penitenciário, Marcos Aurélio Rodrigues Lira; o presidente da Associação dos Apicultores Chapada dos Parecis (Apis), José Aparecido Buziquia, e a engenheira agrônoma e paisagista da Prefeitura, Cristina Weirich Vergara.


Fonte
Texto: Lucas Tatuí
Fotos: Assessoria da Prefeitura
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Municípios, Obras, Rondônia, Segurança, Sociedade


Compartilhe


Twitter
Facebook
Youtube