Governo de Rondônia
Domingo, 22 de setembro de 2019

TRANSPARÊNCIA

Executivo apresenta balanço financeiro de 2018 ao Tribunal de Contas do Estado

22 de abril de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

O governador reforçou que a honestidade e a integridade no serviço prestado à sociedade são prioridades

 

 

O governador de Rondônia,  coronel Marcos Rocha, entregou a prestação de contas do Executivo referente ao ano de 2018 ao vice-presidente  do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE/RO), conselheiro Valdevino Crispim de Souza, na manhã desta segunda-feira (22).

“O Tribunal vai analisar essas contas que são do governo passado, mas estão na responsabilidade do governo atual, e elaborar um parecer prévio para que a Assembleia Legislativa possa apreciar as contas apresentadas por ele”, afirma o conselheiro.

“Esse é um dever meu e de toda equipe. Fazer essa entrega oficial em mãos da presidência do Tribunal de Contas, representada pelo conselheiro Crispim, para que tudo seja analisado. A gente sabe que a transparência é extremamente importante para que o Estado cumpra aquilo que a sociedade deseja”, afirma o governador.

ÉTICA

Na reunião, que também teve a participação do controlador geral do Estado, Francisco Netto, do secretário Estadual de Finanças, Luis Fernando Pereira da Silva, e do secretário adjunto da Sefin,Franco Maegaki Ono, o governador reforçou que a honestidade e a integridade no serviço prestado à sociedade são prioridades. “Não estou no governo para atender interesses escusos, mas para resolver os problemas do Estado”, garante o governador.

O conselheiro corroborou que a ética é fundamental. “A chaga do país é a corrupção”.Eles ainda destacaram que é preciso todos estarem alinhados para cumprir com ética o dever com a sociedade. “Na medida que ele apresenta o resultado, o que ele fez com o dinheiro do povo, ele está sendo transparente, está sendo obediente à constituição, bastante equilibrado em suas ações. Isso tem sido feito por outros governadores e é uma tradição muito boa, mesmo porque o Tribunal é um parceiro do Executivo na execução do seu programa relativo ao bem feito a comunidade”, considera o conselheiro.

“O Tribunal de Contas eu vejo como um aliado porque ele pode fazer com que as contas sejam acertadas, apontando as falhas,  sugerindo soluções para problemas que poderiam causar dano ao Estado”, reforça o governador.

RESPONSABILIDADE FISCAL

De acordo com o secretário de Finanças, o balanço geral do exercício de 2018 celebra o princípio da transparência e da responsabilidade fiscal que são requisitos fundamentais para aumentar a eficiência do Executivo na aplicação dos recursos públicos em prol da sociedade. “Esse balanço traz a forma como o recurso foi aplicado e nos ajuda a avaliar aquilo que trouxe melhor resultado e maior eficiência na aplicação de recursos públicos. É uma peça fundamental para buscarmos o máximo de eficiência do uso dos recursos arrecadados junto à população rondoniense”, avalia Luis Fernando.

O secretário ainda destacou que busca a consolidação do equilíbrio financeiro. ‘‘Somos um estado em situação de equilíbrio fiscal,  temos mantido uma boa capacidade de pagamento dos nossos compromissos,  não sem fatores  riscos que poderiam ser ameaça a esse equilíbrio,  mas o governador Marcos Rocha  tem se debruçado sobre isso,  tomado medidas para que esse equilíbrio seja mantido. É uma situação boa, mas que exige cuidados permanentes e é isso o que temos priorizado nesse primeiro ano de governo “,afirma o secretário da Sefin.

Leia mais.

Governador Marcos Rocha lança medidas de combate à corrupção em Rondônia com a presença do ministro da Justiça Sérgio Moro

Gestão 100 dias: governador Marcos Rocha fala de economia que supera RS 95 milhões; saúde será fortalecida e destaca os pilares do governo

Governador Marcos Rocha defende união de prefeitos, bancadas parlamentares e Estado para resolver demandas de Rondônia


Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Economia, Governo, Rondônia


Compartilhe