Governo de Rondônia
Segunda, 14 de junho de 2021

CRÉDITO

Produtores investem em matrizes leiteiras após receber empréstimo no Banco do Povo inaugurado em Monte Negro

19 de janeiro de 2018 | Governo do Estado de Rondônia

Márcia Vital vai aplicar o empréstimo na aquisição de matriz leiteira

Juros baixos, carência para começar a pagar e facilidade de acesso ao crédito foram os elementos necessários para 15 produtores de leite recorrer a empréstimo junto ao Banco do Povo, inaugurado na quinta-feira (17), em Monte Negro. A agência liberou R$ 120 mil em linha de crédito atendendo a demanda inicial dos sitiantes da agricultura familiar.

“Já não tinha mais esperança em conseguir o dinheiro emprestado nos bancos da cidade devido à burocracia. No Banco do Povo tudo foi muito simples e rápido”, disse Luciene da Silva Araújo, uma das contempladas com o empréstimo de R$ 8 mil que será aplicado na aquisição de matrizes leiteiras.

Luciene informa que a média produtiva por animal no atual rebanho é de cinco litros por dia. “Vamos investir o dinheiro em animal de qualidade visando o aumento da produtividade”, explica o esposo dela, João Pereira de Araújo, vislumbrando a aquisição de vacas que produzam diariamente 20 litros cada.

“Nosso desejo é pagar logo esse dinheiro e pegar mais no banco do Povo”, anima-se João Araújo.

A 35ª unidade do Banco do Povo abriu as portas em Monte Negro na avenida Marechal Rondon, 2449, no Setor 1, com duas linhas de crédito especiais ao setor produtivo e outra de microcrédito destinada a profissionais da economia informal urbana.

“Os juros são competitivos, os empréstimos podem chegar a até R$ 10 mil por pessoa e a carência para o primeiro pagamento varia de cinco meses a um ano”, detalha a agente financeiro Jucélia Wacheiski, responsável pelo banco do Povo em Monte Negro.

No ato inaugural, o diretor-executivo da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), Pedro Teixeira, destacou a facilidade de acesso ao crédito a quem de fato necessita. “O microcrédito chega com facilidade à camada popular com menor burocracia e baixas taxas de juros”, disse Teixeira, ao lembrar que esta ação do governador Confúcio Moura iniciou em Ariquemes.

“O Banco do Povo é diferente. É o banco que atende quem não é atendido em outros bancos. Qualquer cidadão tem acesso ao crédito. É aqui que a gente empresta”, destacou o governador Confúcio Moura, referindo a profissionais como costureiras, pedreiros, mecânicos, salgadeiras e outros que dificilmente conseguem empréstimos com facilidade nas instituições financeiras tradicionais.

“O Banco do Povo é para atender as pessoas que não tem acesso ao crédito fácil nos outros bancos”, disse o governador Confúcio Moura

O governador reforçou que o banco do Povo proporciona benefícios para o aquecimento da economia dos municípios com a liberação de microcrédito e linhas de financiamentos para melhoramento do rebanho leiteiro, custeio e a moeda social digital. “Em breve vamos lançar o aplicativo do Banco do Povo, é o banco digital nos celulares”, anunciou Confúcio Moura.

Em 15 das 35 unidades do Banco do Povo em Rondônia já foram movimentados R$ 25 milhões em 6 mil operacionalização de crédito. “O Banco do Povo gera renda de maneira fácil, muda vidas”, disse o diretor da unidade financeira Arnaldo Campos, acrescentando que 5 mil empregos diretos foram gerados a partir da implantação das agências bancárias.

Dirceu Caetano da Silva ainda não foi contemplado com a linha de crédito, mas já elaborou o projeto e vai financiar R$ 5 mil para reformar as cercas. “Primeiro vou preparar a área, mais tarde faço novo empréstimo e compro vacas leiteiras”, disse o produtor de leite Dirceu da Silva, anunciando que vai contar aos vizinhos sobre a facilidade do acesso ao crédito no banco do Povo.

A produtora Márcia Silvestre Vidal Pereira quer dobrar a produtividade leiteira. “Vou comprar vaca que me traz retorno. Cansei dessa vida de muito trabalho e pouco resultado”, disse a sitiante, que já adquiriu duas vacas que produzem juntas 40 litros de leite por dia.

Otimista com o empréstimo e orientada pelos técnicos da Emater sobre o manejo correto do gado leiteiro, Rivani Pereira da Silva sabe certinho como vai aplicar o dinheiro empresado no banco do Povo. “O leite é nosso ganha-pão, por isso precisamos investir com tecnologia no gado leiteiro”, explica Rivani.

Veja galeria de fotos do evento

Leia mais:

Banco do Povo de inaugura posto de atendimento em São Felipe do Oeste


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Convênios, Distritos, Economia, Evento, Governo, Rondônia, Tecnologia


Compartilhe