Governo de Rondônia
Domingo, 05 de julho de 2020

SEGURANÇA

Professores da Universidade Pública de São Paulo debatem segurança do trabalho durante oficina da Agevisa

24 de outubro de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

O Governo de Rondônia já descobriu a fórmula para obter excelentes resultados no serviço público: investir em educação. Por isso, desde o inicio do ano, servidores de várias secretarias  estão sendo capacitados nos mais diferentes assuntos. Desta vez, a segurança no trabalho foi o tema abordado durante a Oficina de Formação em Análise, Vigilância e Prevenção de Acidentes de Trabalho, realizada do dia 21 a 25 de outubro, no Rondon Palace Hotel, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa).

A iniciativa busca melhorar as estratégias e a metodologia utilizada pelos profissionais quanto ao tema segurança e acidentes no trabalho, explicou a gerente da Vigilância em Saúde do Trabalhador, Elisane Melo.

 

“Essa oficina é um marco para Rondônia. Há muito tempo buscávamos essa parceria com os professores da Universidade Pública de São Paulo. Agora, conseguimos trazer um conhecimento aprimorado, atualizado e com bastante conteúdo” destacou Elisane Melo.

 

A iniciativa busca melhorar as estratégias e a metodologia utilizada pelos profissionais

A oficina também abordou estudos de casos conhecidos, além de exercitar a mente dos servidores com atividades voltadas à temática. Um dos professores convidados da USP , Rodolfo Andrade falou sobre os índices de acidentes em todo o país, e as falhas por trás deles.

“Nós estamos mostrando desde onde inicia a falha até as consequências finais causadas. Além de ensinarmos como os atores envolvidos Vigilância em Saúde, Ministério Público do Trabalho e as empresas podem agir perante os indicies”, afirmou Rodolfo.

Além da temática segurança no trabalho, os servidores da Agevisa também receberam a capacitação para Codificadores da Causa Básica do Óbito. De forma que seja possível identificar a doença que colaborou ou causou a morte do paciente, descreveu a gerente Técnica de Vigilância Epidemiológica da Agevisa, Arlete Baldez. “Isso é muito importante para que possamos identificar quais as causas que estão levando nossa população ao óbito. Essas respostas são importantes para o planejamento, e para as políticas públicas a fim de diminuir os números”, relatou.

Maria Cícera foi uma das instrutoras no curso e diz que é importante que os servidores conheçam a fundo o Código internacional de Doenças (CID 10)  “Estamos abordando as principais regras que precisam ser usadas para definir uma causa básica de óbito e assim melhorar o sistema de informação nas estatísticas de mortalidade, de forma que o cenário seja diferente, com foco em ações preventivas”.

O servidor José Inácio já trabalhou com vários assuntos ligados a segurança no trabalho, e diz que a construção civil nesse ponto apresenta muitas falhas, por isso a importância da prevenção. “Essa oficina veio em um momento muito positivo, e sem dúvidas vai contribuir e muito para as nossas ações. É uma ferramenta extremamente positiva para o estado” finalizou.

Leia  mais:

Agevisa anuncia o “Dia D” de vacinação contra sarampo neste sábado e convoca pais e responsáveis

Termo de Cooperação entre Agevisa e Espigão D’Oeste prevê padronização das vigilâncias em saúde do município

Salários dos servidores do Estado é antecipado para sexta-feira (25)


Fonte
Texto: Anayr Celina
Fotos: Agevisa
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Capacitação, Cursos, Educação, Entrevista, Evento, Governo, Informativo, Municípios, Rondônia, Saúde, Serviço, Sociedade


Compartilhe