Governo de Rondônia
Quarta, 19 de fevereiro de 2020

SEGURANÇA PÚBLICA

Projeto Vigia combate crimes em estados fronteiriços com a implantação da Operação Hórus

14 de fevereiro de 2020 | Governo do Estado de Rondônia

O Principal ponto de apoio da Operação Hórus vem da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). Todos os estados fronteiriços recebem orientações diretas do governo federal. O Programa visa através da operação combater o crime organizado, corrupção entre outros delitos que causam prejuízo financeiro aos estados brasileiros.

A integração entre os estados que atuam na faixa de fronteira também é outro fator predominante na facilitação e resultados positivos da Operação. Em Rondônia, as ações realizadas na Operação Hórus são coordenadas pela Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec).

O secretário de segurança, José Hélio Cysneiros Pachá, convocou todos os órgãos envolvidos para participar da primeira reunião de instruções e conhecimento com instituições de fiscalização e segurança pública que atuam na fronteira, o encontro aconteceu dia (13) em Guajará-Mirim. Estiveram presentes o chefe da Delegacia de Polícia Federal – Marcelo Araujo M. Silva, auditora Fiscal do Despacho Aduaneiro – Ediviga Malinski, inspetor chefe da Receita Federal do Brasil – Paulo Ricardo De Oliveira Giron, delegada Regional da Polícia Civil – Cheila Mara Bertoglio, comandante do Batalhão de Fronteira e Divisas – Wandes Melo Maciel, comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar – Haldenilza Barbosa Costa, todos de Guajará-Mirim. De Porto Velho, foram para a reunião o gerente de Integração de Segurança e Fronteira da Sesdec – coronel PM Davi Moroni de Souza e o secretário Pachá.

Reunião com as instituições de fiscalização e segurança pública que atuam na fronteira de Rondônia.

“A excelente integração entre as instituições PM e PC vem fazendo a diferença no resultados apresentados durante as ações de combate às Organizações Criminosas em nossas fronteiras, parabéns Polícia Militar, parabéns Polícia Civil, juntos mudaremos de verdade a nossa segurança pública,”  pontuou Hélio Pachá.

O Batalhão de Polícia de Fronteira e Divisas (BPFRON) atua integrado com a Gerência de Inteligência da Sesdec (GEI), Polícia Civil, de forma ininterrupta em toda a extensão da fronteira de Rondônia. Desde o mês de outubro de 2019, após a ativação do Batalhão, já foram apreendidas 12 armas de fogo, de diversos calibres, presos 17 foragidos da Justiça, apreendidos diversos equipamentos e materiais provenientes de descaminho e contrabando, que somados chegam a mais de 1 milhão de reais de materiais que adentraram ilicitamente na fronteira rondoniense, os valores foram entregues à receita federal.

“Devemos combater os crimes de descaminho e contrabando, pois a incidência desses crimes causam um prejuízo financeiro gigantesco para o Estado de Rondônia”, afirmou o representante da Receita Federal de Guajará-Mirim, Paulo Ricardo.

Só no ano de 2020, as unidades que integram a Operação Hórus/Rondônia cumpriram mais de 10 mandados de busca e apreensão, desmantelaram uma quadrilha que se instalava na região da Ponta do Abunã e prenderam o vice-líder de uma facção criminosa.

A Operação Hórus atua também no combate a entrada de drogas no território nacional, que só em Rondônia já foi efetuada a apreensão de 69 kg de drogas no período de Outubro de 2019 a Fevereiro de 2020.

A ação mais recente da Operação Hórus aconteceu hoje (14) na região de Vista Alegre do Abunã. Onde a delegada da Polícia Civil, Keity Mota coordenou a equipe que teve apoio do cão farejador K9 , que resultou na apreensão de drogas, além de duas armas de fogo e prisão de três pessoas.

 


Fonte
Texto: Léia Castro
Fotos: Léia Castro/Capitão Wandes Melo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Governo, Polícia, Rondônia, Segurança, Serviço, Servidores, Sociedade


Compartilhe