Governo de Rondônia
Domingo, 15 de setembro de 2019

GESTÃO ESTRATÉGICA

Recuperar o equilíbrio financeiro do Estado e investir em áreas prioritárias para a sociedade são missões em Rondônia

03 de abril de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Governador Marcos Rocha explica principais ações dos quase 100 dias de governo e projeções para Rondônia no programa Papo de Redação

Um estado de oportunidades e desafios. Em quase 100 dias da nova gestão, o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, buscou em Brasília e se debruçou junto com a equipe técnica do governo para encontrar soluções para a situação financeira do Estado, deu como missão aos secretários que “enxugue” e desburocratize a máquina pública, além de focar no planejamento estratégico de áreas prioritárias para a sociedade.

Ele pontou os principais feitos e as projeções para alavancar o desenvolvimento do Estado em entrevista realizada na tarde de terça-feira (2) no programa Papo de Redação.

Na ocasião, o governador explicou que recebeu o Estado com déficit orçamentário de cerca de R$ 400 milhões, inclusive faltando cerca de R$ 120 milhões para a Saúde e pouco mais de R$ 100 milhões na Segurança. No primeiro ano de governo, o Executivo trabalha com o orçamento deixado pela gestão anterior. Além de ter que pagar R$ 17 milhões por mês para quitar a dívida bilionária do extinto Banco do Estado de Rondônia (Beron).

“Nós acreditávamos que estávamos em uma situação confortável, mas não estamos. Vamos trabalhar para equilibrar o orçamento, inclusive vamos apresentar uma proposta de alteração orçamentária para que a gente consiga trabalhar. Esse ano dá para levar? Dá, mas vamos conseguir fazer tudo o que gostaríamos? Não tem como, mas estamos em busca de recurso, inclusive, da União”.

ESTRADAS E TURISMO

Marcos Rocha ainda citou planejamentos estratégicos que estão sendo feitos como o mapeamento que o Departamento de Estradas, Rodagens, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER) está fazendo para corrigir pontos críticos nas estradas estaduais e garantiu, a partir de maio, um trabalho efetivo para destravar o fluxo de pessoas e também o escoamento da produção agropecuária.

Outro setor estratégico é o turismo, que ganhou um capítulo significativo na história de Rondônia com o start de uma nova fase com a realização do Encontro de Prefeitos, Secretários e Empresas do Trade Turístico de Rondônia, que aconteceu nos dias 13 e 14 de março, em Ouro Preto D’Oeste. “Temos que incentivar quem está em Rondônia a visitar nossas belezas naturais “, explica.

O governo também trabalha para destravar os processos de licenças ambientais através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam). ‘‘Nós temos uma legislação mais pesada que a legislação da União. Estamos trabalhando para igualar a nossa com a da União’’, afirma.

Governador Marcos Rocha fala dos desafios e busca de soluções para equilibrar situação financeira de Rondônia

SAÚDE

O governador ainda destacou que tem reunido esforços para resolver a situação do Pronto-Socorro João Paulo II e disse que tem como meta construir pequenos centros de urgência e emergência em municípios estratégicos, mas a prioridade é ter um novo João Paulo.

“Nós temos que ter um novo hospital de urgência e emergência. Eu tenho secretários fantásticos, Fernando Máximo, juntamente com a Katiane [adjunta da Sesau], estão correndo atrás de apoio e recursos, assim como eu tenho feito também para que a gente consiga alcançar esse objetivo’’.

Também se estuda a proposta de aproveitar o prédio do governo que antigamente era cedido à Assembleia Legislativa para desafogar o atendimento no João Paulo II como medida paliativa.

DESAFIOS

O governador respondeu a todas as perguntas dos apresentadores e ouvintes sobre os mais diferentes assuntos abordados como greve e boatos de instabilidade entre o Executivo e Legislativo, anunciou ainda que apresentará medidas inéditas que beneficiarão a sociedade na programação dos 100 dias de governo.

Marcos Rocha já teve que enfrentar a greve ilegal de agentes penitenciários, foi até Brasília defender a redução da tarifa de energia elétrica no Estado de Rondônia juntamente com parlamentares e representantes de entidades do Estado que Rondônia. Em seu argumento ele sustentou que seu estado tem sido prejudicado com um custo extremamente alto do custo da energia, mesmo possuindo hidrelétricas que estão entre as mais produtoras do país. Iniciativa que levou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) diminuir em 7,46% da tarifa para a sociedade rondoniense.

Marcos Rocha ainda garantiu que esse será um governo marcado pela transparência, honestidade e combate à corrupção. “Eu peço a toda a população de bem, aqueles que querem a transformação do nosso Estado, que nós estejamos unidos no sentido de fazer valer aquilo que a gente realmente precisa, fazer o que é bom para a população”, disse.

Leia mais.

 


Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Nilson Santos
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Economia, Governo, Rondônia, Sociedade


Compartilhe