Governo de Rondônia
Segunda, 26 de julho de 2021

REAVIVENTAÇÃO

Recurso de R$ 1,8 milhão vai garantir demarcação e sinalização das Unidades de Conservação de Rondônia

17 de fevereiro de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

As empresas que ganharam a licitação pública para prestar serviço de reaviventação dos limites das Unidades de Conservação do Estado de Rondônia assinaram os contratos na manhã desta sexta-feira (17), em Porto Velho. Na ocasião, o secretário de Estado do Desenvolvimento Ambiental, Vilson de Salles Machado, ressaltou a importância do Projeto de Desenvolvimento Socioeconômico e Ambiental Integrado (Pdseai), que conta com recurso da ordem de R$ 1,8 milhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Fundo Amazônia, que serão aplicados nos trabalhos de demarcação dos limites e sinalização das 40 Unidades de Conservação do estado.

Empresas vão demarcar e sinalizar Unidades de Conservação do Estado

Empresas vão demarcar e sinalizar Unidades de Conservação do Estado

O projeto foi dividido em cinco lotes, dos quais quatro serão desenvolvidos pela empresa Topo Sat do Mato Grosso e um pela empresa Terra com sede em Rondônia. Segundo o coordenador do Pdseai, Marco Antônio Garcia de Souza, o serviço de reaviventação consiste no levantamento dos limites já demarcados com a identificação das coordenadas e marcos existentes com abertura e limpeza de picadas, finalizando com a instalação de placas informativas e sinalizadoras nas Unidades de Conservação. O objetivo é garantir a proteção desses espaços.

“Há cada cinco quilômetros será fixada uma placa de sinalização, constando o decreto de criação, limites e advertências para a população”, explicou o coordenador.

As empresas terão 12 meses para realizar o serviço, mas o secretário Vilson de Salles pediu celeridade na execução do trabalho, pois o recurso está na conta e foi pleiteado junto ao Fundo Amazônia, e são verbas não reembolsáveis, captadas pelo BNDES para serem aplicadas em projetos que garantem o desenvolvimento do País.

“Estamos aplicando o recurso em políticas estruturantes para manter a floresta em pé e assim garantir que Rondônia tenha uma economia sustentável”, afirmou o secretário.

As empresas vão cobrir uma área de cerca de 2.930 quilômetros de abertura e limpeza de picadas e instalação de 586 placas informativas e sinalizadoras.

Com o realização do trabalho, o governo do estado espera que muitos problemas relacionados à preservação ambiental e de conflitos agrários sejam solucionados, como invasões e retiradas ilegais dos recursos naturais disponíveis nas áreas de preservação. As Unidades de Conservação são destinadas especificamente à conservação da natureza e ao uso sustentável dos recursos naturais garantindo a conservação dos ecossistemas e manutenção da qualidade de vida.

Leia mais:
Mais de 100 técnicos estaduais fiscalizam e monitoram unidades de conservação ambiental em Rondônia
Decreto vai regulamentar visitação a parques estaduais de Rondônia


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Eleni Caetano
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Água, Ecologia, Economia, Empresas, Governo, Legislação, Meio Ambiente, Rondônia, Serviço


Compartilhe