Governo de Rondônia
Quarta, 24 de fevereiro de 2021

COMEMORAÇÃO

Reeducandas de Porto Velho participam de programação alusiva ao Dia da Mulher

15 de março de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Kits de Higiene capilar foram entregues às apenadas

Kits de Higiene capilar foram entregues às apenadas

As unidades prisionais femininas de Porto Velho receberam nesta semana uma programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher, organizada pela Gerência de Reinserção e núcleos da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), onde participaram apenadas dos regimes provisório, fechado, semiaberto e aberto.

As atividades iniciaram com a palestra da enfermeira Miriam Muniz da Rocha sobre os cuidados pessoais da mulher, uso do preservativo, realização do preventivo para prevenir o câncer do colo do útero, doenças sexualmente transmissíveis e métodos contraceptivos. A profissional disse se sentir realizada ao participar das comemorações junto às apenadas. “Gostei muito da receptividade. Acho que consegui o objetivo, elas querem se cuidar, perguntaram e participaram, com dúvidas sobre o uso de alguns contraceptivos e algumas doenças, e sobre o preventivo”, declarou.

A comemoração iniciou na Unidade Semi-aberto e Aberto Feminino no domingo (13). Na segunda-feira (14) as reeducandas da Penitenciária Estadual Feminina receberam a programação, e nesta terça-feira (15) as mulheres do Presídio Provisório Feminino também participaram.

Café da manhã foi servido nos três dias de programação nas unidades prisionais

Café da manhã foi servido nos três dias de programação nas unidades prisionais

A iniciativa do Núcleo de Atenção à Mulher em Privação de Liberdade, com apoio do Núcleo de Assistência Religiosa, Vara de Execução das Penas e Medidas Alternativas (Vepema), por meio do Juiz Sérgio Willian, e Conselho da Comunidade, proporcionou café da manhã e kits de higiene capilar para todas as apenadas.

Francinei de Santos cumpre pena na Penitenciária Feminina e diz se sentir valorizada com as atividades oferecidas pela Sejus. “Nem todas as mulheres sabem das doenças, traz muito ensino. Tirei todas as minhas dúvidas. Nós somos mulheres, independente de estarmos aqui, fizemos coisas erradas e estamos pagando nossos erros, mas temos famílias, e sentimos as mesmas coisas que outras mulheres. Ficamos felizes com a ajuda, a gente vê que temos valor para alguém lá fora, como a nossa família, não diferenciam a gente, mesmo sendo presa”.

A chefe Maísa Soares explicou às reeducandas como é o trabalho do Núcleo de Atenção. “Damos segmento à política nacional instituída para um olhar diferenciado à mulher, que é mãe, filha, esposa, tem TPM, menstruação, menopausa, tem que fazer exames preventivos e uma série de cuidados diferenciados do homem”.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Gaia Quiquiô
Fotos: Gaia Quiquiô
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Inclusão Social, Justiça, Rondônia, Saúde


Compartilhe