Governo de Rondônia
Quarta, 12 de maio de 2021

SISTEMA DE PACTUAÇÃO

Representantes de 31 municípios rondonienses debatem descentralização do atendimento na atenção básica de saúde

17 de abril de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e da Agência Estadual de Vigilância e Saúde (Agevisa) finalizaram nesta segunda-feira (17), relatório final sobre oficina do Sistema de Pactuação do Ministério da Saúde (Sispacto). No total, 31 municípios de Rondônia – das regiões de saúde: Madeira-Mamoré, Vale do Jamari, Central e Vale do Guaporé – participaram das discussões e fecharam questão na definição das metas do programa para 2017, com cerca de 200 profissionais participando dos debates e elaboração do relatório final.

Maria Marta destaca importância do planejamento e definição de metas

Marta Maria destaca importância do planejamento e definição de metas

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, o oficina tem como finalidade fortalecer o planejamento, avaliação e o monitoramento do Sistema Único de Saúde (SUS). As ações são coordenadas e realizadas pela Coordenação de Apoio à Descentralização (Cosad/Sesau) em conjunto com as Gerências Regionais de Saúde (GRS) e as Coordenações das Áreas Técnicas dos Programas de Saúde da Sesau, Agevisa, Cestas e Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

O secretário explicou que a pactuação reforça as responsabilidades de cada gestor em função das necessidades de saúde da população no território, reconhecida de forma tripartite pelo monitoramento e avaliação das respectivas metas pactuadas, de modo que os resultados retro alimentem o planejamento em saúde e considerem as prioridades nacionais.

A oficina foi realizada na semana passada por meio da metodologia de Oficinas de Trabalho, tendo como objetivo discutir as propostas de metas para 2017 dos 23 indicadores nacionais e seis indicadores do estado. Discutir a situação (monitoramento) dos indicadores e metas alcançadas nos anos anteriores com o intuito de propor novas ações e auxiliar os municípios na execução das mesmas.

O resultado final da oficina foi positivo, segundo Pimentel, para quem o evento proporcionou um aprofundamento das discussões em cada indicador e sua relevância, identificação de fragilidades operacionais para implementação das ações favoráveis à qualificação do indicador, recomendações e sugestões de ações viáveis ao fortalecimento de cada demanda existente em Rondônia.

Com a iniciativa, o estado vem ampliando a descentralização e fortalecendo a atenção básica em cada município. O resultado desta ação é a melhoria da oferta de atendimento na porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS) e a redução de filas e sobrecarga nas unidades de saúde de média e alta complexidade, principalmente em Porto Velho e Cacoal, dois maiores polos regionais em Rondônia, conforme explicou Williames Pimentel.

INDICADORES
Segundo a responsável pela Cosad, Marta Maria, entre os indicadores de saúde e metas debatidos, estão harmonizar o processo de construção dos instrumentos de planejamento e a pactuação de indicadores com vistas ao fortalecimento do planejamento em saúde; manter vinculação com as diretrizes do Plano Nacional de Saúde (PNS), onde houver aplicabilidade, de modo a refletir a implantação das políticas prioritárias; estabelecer rol único de indicadores para pactuação nacional, classificados em universais e específicos; compor-se por indicadores universais que expressem o acesso e a qualidade da organização em redes, além de considerar os indicadores epidemiológicos de abrangência nacional e desempenho do sistema.

Leia mais:
Atenção básica terá mais R$ 800 milhões de investimento, anuncia secretário do Ministério da Saúde durante Workshop
Meta é que atenção básica tenha mesma qualidade da rede estadual, diz presidente do Conselho de Secretários de Saúde durante evento
Governador defende organização da atenção básica de saúde para garantir sustentabilidade ao SUS


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Capacitação, Governo, Rondônia, Saúde


Compartilhe