Governo de Rondônia
Sexta, 05 de março de 2021

INVESTIMENTOS

Representantes do Banco do Brasil em audiência com o governador Confúcio Moura

22 de abril de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Na manhã desta terça-feira, o governador Confúcio Moura recebeu representantes do Banco do Brasil, o superintendente Raimundo Ferraz Júnior, o gerente geral João Santana e o gerente de mercado Rodrigo Nogueira da Silva, que relataram sobre as ações da instituição bancária para auxiliar no desenvolvimento do estado.

Governador Confúcio com o o superintendente do Banco do Brasil Raimundo Ferraz Júnior, o gerente geral João Santana e o gerente de mercado Rodrigo Nogueira da Silva

Governador Confúcio com o o superintendente do Banco do Brasil Raimundo Ferraz Júnior, o gerente geral João Santana e o gerente de mercado Rodrigo Nogueira da Silva

O governador, antes de ouvir o relato, pediu que o banco se proponha a investir e financiar a construção de pelo menos dois entrepostos para recebimento e distribuição de calcário após inauguração das usinas que irão beneficiar os produtores rurais do estado e, segundo Confúcio, “vamos dobrar o PIB de Rondônia em 10 anos com este calcário”.

De acordo com ele, esses entrepostos visam agilizar o processo de distribuição do mineral que seria transportado da usina para a BR por esta empresa que construiria o entreposto. O governo vende o calcário por um valor e o intermediador distribuirá por um preço maior mas dando a vantagem do caminhoneiro não necessitar entrar para buscá-lo na fábrica.

Com isso, o caminhoneiro que descarrega em Porto Velho e não tiver frete para o retorno, poderá carregar o caminhão com calcário em um dos entrepostos da BR e entregá-lo no Cone Sul podendo, com isso, faturar um frete que não estava previsto, aumentando sua renda.

governador reunião com banco do brasil (1)

O governador também salientou o incentivo que deve ser dado à piscicultura e à sua cadeia produtiva, em especial à construção de  frigoríficos de abate do pescado, pois os que existem não estão mais dando conta da produção e “nossa meta é atingirmos 400 mil toneladas ano, o que nos transformará no maior produtor de pescado do Brasil”.

Já o superintendente do Banco do Brasil se colocou à disposição para liberar estas linhas de crédito e disse que a campanha nacional promovida pela instituição para arrecadar doações em dinheiro para auxiliar o socorro aos desabrigados pela enchente, já arrecadou, em todo o Brasil, cerca de R$ 400 mil, que estão sendo movimentados pela Defesa Civil estadual.

Raimundo Júnior disse que o banco está disponibilizando também R$ 10 milhões em uma linha de microcrédito para pequenos empreendedores, formais e informais, que precisam de reconstrução, compra de estoque e equipamentos, com taxa de 0,40% ao mês e prazo de até 18 meses.

O superintendente também informou prorrogação de dívidas para produtores rurais que foram atingidos pela enchente e que tenham financiamento com o banco, que devem procurar sua agência para renegociação dos débitos. E também anunciou recursos na ordem de R$ 300 milhões para atendimento prioritário aos agricultores familiares que precisam reconstruir suas prioridades, adquirir equipamentos, animais e custeio agropecuário.

Aos servidores públicos do estado a instituição oferece carência de 120 dias em renovações e novos empréstimos consignados com redução de taxa de juros em 0,20% em relação às taxas atuais, além de outros benefícios para empresas.  Confúcio agradeceu aos representantes do banco pela informações e boas notícias, bem como à parceria que a instituição tem mantido para com o estado de Rondônia.

Anexo: governador-reunião-com-banco-do-brasil-3.jpg Download

Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Geovani Berno
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Economia, Empresas, Governo, Piscicultura, Rondônia, Solidariedade


Compartilhe