Governo de Rondônia
Quinta, 22 de agosto de 2019

HOSPITAL INFANTIL

Reunião técnica entre gestores da Saúde define meta para atendimento no Cosme e Damião

19 de junho de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Cerca de 240 crianças são atendidas por dia no Cosme e Damião, porém 70% desse atendimento deveria ser nas Unidades Básicas de Saúde

Com o objetivo de regular a porta de entrada do Hospital Infantil Cosme e Damião (HICD), em Porto Velho, diretores e assessoria técnica do pronto socorro se reuniram com representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) para fazer a classificação de risco das crianças que chegam até à unidade.

De acordo com o diretor do HICD, Sergio Pereira, construir o fluxo de atendimento é a solução para que desafogue a Unidade, porém as crianças devem chegar devidamente reguladas.

“Hoje nós atendemos cerca de 240 crianças por dia, mas 70% deveriam ser atendidas nas Unidades Básicas de Saúde, apesar de que nunca deixamos de atender qualquer uma delas independente de qual for o sintoma, mas muitas mães não entendem quando tem que esperar um pouco mais para que seu filho ou sua filha seja atendido. Aqui nossa prioridade são as urgências e emergências”, destacou o diretor.

Duas reuniões de pactuação, entre Sesau e Semusa já foram realizadas e nelas, médicos, assessores técnicos e diretores das Unidades de Saúde do Município e do Cosme e Damião debateram estratégias de como classificar essas crianças da melhor forma possível para o HICD.

Uma ação, que segundo a direção do Hospital Infantil Cosme e Damião é um avanço, pois até então todos os atendimentos de baixa, média e alta complexidade estavam sendo feitas na Unidade.

Fernando Máximo: “Queremos, ajudar os Municípios para que eles nos ajudem”

“As mães ainda procuram o HICD, mas a Secretaria Municipal de Saúde já colocou médicos pediatras na Policlínica Ana Adelaide e José Adelino, talvez ainda por falta de informação, vem direto pra cá, nós atendemos normalmente e informamos que em casos de baixa e média complexidade as mães devem procurar essas duas unidades”. Ressaltou Sergio Pereira.

ALTA COMPLEXIDADE

O Hospital Infantil Cosme e Damião é referência no atendimento infantil de alta complexidade em Rondônia, e ainda atende crianças vindo dos estados do Acre e Amazonas, mas o maior número de atendimentos é da capital, Porto Velho e os de baixa e média complexidade.

O secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo destacou a importância dessa pactuação. “É isso que queremos, ajudar os Municípios para que eles nos ajudem, melhorando a porta de entrada do Cosme e Damião conseguiremos atender ainda melhor, hoje temos na unidade três pediatras na porta de entrada, um na UTI e dois na sala vermelha, além dos residentes, com laboratório 24 horas, sabemos que temos o melhor atendimento infantil do Estado, por termos uma equipe de excelência e com os melhores equipamentos, nunca deixaremos de atender qualquer criança que chegue ao Cosme e Damião, mas precisamos fazer essa classificação para que possamos melhorar ainda mais nossos atendimentos,” disse Fernando Máximo.

 

Leia mais: 

 Com planejamento, número de atendimentos no Hospital Infantil Cosme e Damião deve crescer pelo menos 30% neste ano

 De forma lúdica, brinquedoteca do Cosme e Damião ajuda na recuperação de pacientes e facilita tratamento


Fonte
Texto: Sângela Oliveira
Fotos: Ítalo Ricardo e Arquivo Secom
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Governo, Municípios, Rondônia, Saúde, Serviço, Servidores, Sociedade


Compartilhe