Governo de Rondônia
Segunda, 01 de março de 2021

CAPACITAÇÃO

Robô é usado no treinamento de médicos e enfermeiros do Hospital de Base em curso de Suporte Avançado de Vida

25 de abril de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Um robô com aparência humana – que emite sons parecidos com gemidos de dor e simula a frequência cardíaca e pressão arterial – está sendo utilizado para treinamento de médicos, enfermeiros, técnicos e fisioterapeutas do Hospital de Base Ary Pinheiro (HB) de Porto Velho – referência no tratamento de alta complexidade em Rondônia. Eles recebem orientações sobre técnicas e protocolos para atendimento no Suporte Avançado de Vida.

Robô simula frequencia cardíaca, pressão arterial e imita  sons de dor

Robô simula frequencia cardíaca, pressão arterial e imita sons de dor

As técnicas serão usadas no atendimento de pessoas com traumas, politrauma, parada cardiorrespiratória, suspeita de Acidente Vascular Cerebral (AVC), infartos, na chamada “hora de ouro”, onde o atendimento recebido amplia as chances de sobrevivência e diminui os riscos de sequelas no paciente.

De acordo com diretor-geral do Hospital de Base, Nilson Paniágua, o treinamento é realizado por profissionais do quadro permanente do HB. Eles estão repassando as técnicas que aprenderam em curso realizado no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, de São Paulo – referência na América Latina, com certificação da Joint Commission International (JCI), principal agência mundial de acreditação em saúde -, através de parceria firmada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e a direção do Oswaldo Cruz.

No total, 1.500 servidores da área de atendimento serão capacitados, em cursos semanais. A expectativa é que no prazo de três meses todos tenham sido treinados, segundo Nilson Paniágua.

O equipamento, um robô de corpo inteiro, é ideal para treinamentos para estabilizar pacientes. De acordo com Nilson Paniágua, sua estrutura permite treinamento de massagens torácicas e respiração artificial, tecnicamente chamada de ventilação mecânica. Algumas das características são a obstrução de vias aéreas natural, mandíbula móvel, elevação do tórax com insuflações, entre outras.

A direção do Hospital de Base trabalha com a expectativa de que no final do treinamento, o robô seja doado em definitivo pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz. A meta é estender o treinamento para todas as unidades de saúde da rede estadual, em cidades polos, como Cacoal, Vilhena, Ji-Paraná, Ariquemes, entre outras.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Capacitação, Cursos, Educação, Governo, Inclusão Social, Infraestrutura, Rondônia, Saúde


Compartilhe