Governo de Rondônia
Quinta, 16 de setembro de 2021

CAPACITAÇÃO

Rondônia capacita agentes e aumenta unidades notificadoras de violência interpessoal e autoprovocada

06 de julho de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Participantes da oficina de notificação de violência interpessoal e autoprovacada.

Participantes da oficina de notificação de violência interpessoal e autoprovacada.

Com o objetivo de reforçar a notificação de violência interpessoal e autoprovocada e atualizar os profissionais municipais do estado sobre as mudanças ocorridas na ficha de notificação de violência, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), em parceria com o Ministério da Saúde, promoveu oficina de capacitação em Porto Velho.

A meta anual da coordenação estadual de vigilância das violências, preconizada pelo Ministério da Saúde, é aumentar em 20% as unidades de saúde com serviço de notificação contínua da violência, que são inseridas no Sistema Nacional de Agravos e Notificação (Sinan), o que possibilita, além da captação das informações, implementar estratégias de promoção e prevenção.

Rondônia conta com 101 unidades notificadoras e mais de 1.600 notificações de violências nos últimos 5 anos. Tais notificações variam em violência doméstica (física, psicológica, financeira, negligência/abandono), sexual, autoprovocada (tentativa de suicídio), e extrafamiliar – somente quando houver violência contra crianças, adolescentes, mulheres, pessoas idosas, pessoa com deficiência, pessoas com transtorno, indígenas e população LGBT.

A coordenadora estadual de vigilância das violências, Janilda Carvalho, destaca como ponto positivo a queda do número de homicídios no estado. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2012 o Brasil alcançou a 11ª taxa de homicídios do mundo. Em 2014, os índices reduziram em Rondônia (27,6 óbitos) com relação ao ano de 2012 (33,2 mortes), ficando abaixo dos dados da OMS.

Em relação às violências autoprovocadas (suicídio), as taxas de morte por essa violência se mantiveram estáveis entre os anos de 2010 a 2014, ou seja, 0,5% /10 mil habitantes.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Decom
Fotos: Lidiane Pereira
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Capacitação, Governo, Inclusão Social, Serviço, Sociedade


Compartilhe