Governo de Rondônia
Quinta, 24 de junho de 2021

‘Rondônia é Mais’ terá premiação na nova Vila de Teotônio

28 de janeiro de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

92B1F00B-0878-496C-8E71-02E0D47BED87_2-vila-de-teotonio_640x426Segundo o superintendente da Setur, Júlio Olivar, a primeira investida de marketing será a realização da premiação dos vencedores do 2º Concurso de Fotografia Rondônia é Mais. A festa está programada para acontecer no dia 20 de fevereiro e contará com dois ônibus para o transporte de convidados  especiais, estudantes de turismo e jornalistas.

Estrutura

A Vila conta com três restaurantes, quadras, oficina e loja de artesanatos, área de pesca esportiva, deck, espaço para caminhadas, ciclovia e praia com chuveiros; duas linhas diárias de ônibus que fazem o trajeto saindo da Vila, às 7h e às 16h. “O preço da passagem varia de acordo com o destino do passageiro, os valores ficam entre R$ 4 (mínimo) e R$ 10 (máximo)”, informa o proprietário dos ônibus, senhor Bezerra. Noi centro, o transporte circula no Cai N’Água e Avenida Sete de Setembro. O turista pode acessar a Internet móvel e o serviço de celular através das operadoras Vivo e Claro. O problema a ser sanado, segundo Júlio Olivar é a instalação de meios de hospedagem o que facilitaria o fluxo turístico.

Parceria

O superintendente da Setur se reuniu com o presidente da Fimca, Aparício Carvalho, no sentido de elaborarem o projeto de exploração autossustentável da Vila Teotônio que envolverá alunos de Turismo, Gastronomia, Arquitetura e Assistência Social. “Queremos colocar na área um núcleo da Fimca e envolver outros agentes capazes de dar um destino adequado a essa área que tem um enorme potencial turístico, carecendo apenas de projetos assertivos e práticos” disse Júlio.

2-vila-de-teotonio-2_640x426Outra preocupação da Setur é com a qualificação do morador da comunidade. Hoje, moram 40 famílias na vila; são ribeirinhos, ex-pescadores, pessoas que apesar de agora terem casa nova e bonita não têm garantias de trabalho e renda. “A usina abrigou o pessoal e construiu a vila. Agora, é hora de uma ação verdadeiramente inclusiva com trabalho e renda, capacitação técnica. E o turismo parece o caminho natural considerando as belezas naturais da localidade, a cultura e o talento de seu povo e o seu modo receptivo que podem atrair muitos turistas, começando pelos próprios portovelhenses que desconhecem a vila”, finaliza Júlio Olivar.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Turismo


Compartilhe