Governo de Rondônia
Sábado, 21 de setembro de 2019

ALIMENTAÇÃO

Rondônia investirá R$ 1 milhão no plano de segurança alimentar e nutricional mobilizando agricultores familiares

03 de novembro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Fazenda Futuro_25.08.16_Foto_Daiane Mendonça (30)

Agricultura familiar no município de Porto Velho será contemplada pelo Sisan

O Governo do Estado de Rondônia receberá R$ 1 milhão do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário para contemplar projetos do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).

O dinheiro financiará despesas de custeio e de capital no limite de 10% do valor total, contemplando, entre outros itens, a compra e escoamento da produção; aquisição de veículos automotivos e fluviais; locomoção, deslocamento e hospedagem; aquisição de combustível.

Em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro), a Secretaria Estadual da Assistência e do Desenvolvimento Social deu mais um passo para a estruturação do seu Plano de Segurança Alimentar e Nutricional.

A secretária Hérika Fontenele anunciou a articulação com agricultores familiares da região da Vila Dnit (na margem esquerda do rio Madeira, na BR-319, sentido Humaitá-AM), para inaugurar nos próximos dias o projeto-piloto da feira de hortifrútis e grãos e outros produtos locais.

O coordenador-geral de gestão do Sisan, Elcio de Souza Magalhães, veio a Rondônia apoiar o estado nas ações deste órgão. Acompanhado da secretária Hérika Fontenele, ele visitou o barco da Seas, almoçou no Restaurante Popular da zona Leste de Porto Velho, e prometeu voltar brevemente.

O barco atende à população ribeirinha do Baixo-Madeira. Ao coordenador, a secretária informou que os municípios de Ariquemes e Vilhena já aderiram ao Sisan.

“O clima está mudando, a alimentação e a agricultura também” – é o tema deste ano. A data é comemorativa à criação da FAO (sigla em inglês da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), há 71 anos.

BANCO DE ALIMENTOS

Gestores municipais e entidades sociais interessados em participar do Sisan contemplam, num só tempo: a formação de rede de articuladores no estado; campanhas em geral; elaboração de material informativo; conferências e formação continuada de gestores e conselheiros.

“Queremos apoiar cada vez mais a aquisição de produtos provenientes da agricultura familiar e fortalecer a compra institucional respaldada pelo Ministério do Desenvolvimento Social”, disse Hérika Fontenele.

Segundo ela, uma das metas mais urgentes determinadas pelo governador Confúcio Moura é a criação de um banco de alimentos para atender o município de Porto Velho (34 mil Km²). “Além de minimizar os efeitos da fome, queremos evitar o desperdício, obter alimentos de qualidade e unir os produtores em cooperativa”, destacou Herika.

A nutricionista Cleusa Firmino, da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan), previu que a elaboração de políticas públicas no âmbito estadual se consolidará dentro de dois anos, “com tendência a ampliar-se”.

“O Sisan funciona com a participação da Câmara Intersecretarial constituída pela Casa Civil, Emater, Seas, Seduc, Sesau e Sepog, e insistimos na busca da unificação de ações”, explicou.

O Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional reforça várias ações previstas no Brasil Sem Miséria, que prevê a retirada de 16,2 milhões de brasileiros da extrema pobreza para os próximos quatro anos.

Leia mais:
Segurança alimentar é foco de curso oferecido às merendeiras pela Emater e o Sebrae-RO
Secretaria da Assistência e do Desenvolvimento Social garante parceria com a agricultura ao dar posse a 48 membros do Conselho Estadual de Segurança Alimentar


Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Água, Assistência Social, Brasil, Convênios, Distritos, Ecologia, Economia, Educação, Governo, Inclusão Social, Indústria, Legislação, Lei da Informação, Meio Ambiente, Municípios, Rondônia, Saneamento, Saúde, Sociedade


Compartilhe