Governo de Rondônia
Domingo, 17 de dezembro de 2017

3.Programas e Projetos

Governo do Estado de Rondônia

 É o programa raiz da Diretoria Executiva de Tecnologia da Informação e Comunicação do Governo de Rondônia. Tem por objetivo melhorar a infraestrutura tecnológica estadual através de iniciativas de inclusão digital e diversificação da tecnologia que dão suporte às políticas públicas do Poder Executivo. O Pioneiros Digitais utiliza conceitos de segurança da informação, confidencialidade, integridade e disponibilidade.

Objetivo central

Atingir excelência no gerenciamento das TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação) governamentais:

  • no trâmite dos arquivos e processos, digitalizando completamente o processo;
  • no acompanhamento, monitoramento e avaliação das ações e projetos;
  • na aquisição de bens e serviços;
  • na manutenção dos recursos físicos e financeiros do Poder Executivo.

Seus projetos primam pelos princípios de Economicidade e Transparência Pública, priorizando a estratégia governamental de viabilizar estruturas informacionais convergentes ao plano diretor de informática instituído pelo Conselho Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação – COETIC.

Economicidade

Utilização adequada dos recursos públicos, atendendo aos conceitos de gasto consciente – amparados pela legislação de responsabilidade fiscal. As ações e projetos prospectam a desoneração da máquina pública através da utilização eficiente da TIC no Estado, buscando economia em diversos níveis da administração pública, desde a compra ordenada e eficaz às políticas públicas até a gestão eficiente das informações em busca de eliminar pontos falhos – oneradores desnecessários.

Transparência Pública

Regulamentar o direito de acesso dos cidadãos às informações públicas e seus dispositivos, conforme lei federal n° 12.527, sancionada em 18 de novembro de 2011. Ao regulamentar esse direito, a Lei estabelece procedimentos para que a administração responda a pedidos de informação dos cidadãos. A TIC, neste contexto, é o meio e a ferramenta estratégica que expõe as ações do Governo à sociedade.

O Programa Pioneiros Digitais abrange os seguinte projetos:

1.INFOVIA Rondônia

É uma infraestrutura de comunicação, através de fibra ótica, atualmente em desenvolvimento, que objetiva fornecer um conjunto de serviços convergentes de voz, dados e imagens em alta velocidade, desempenho e disponibilidade aos órgãos do Governo Rondoniense. Sua operacionalização proporcionará significativa redução dos custos de comunicação e infraestrutura de suporte seguro à implantação das políticas públicas

Atende a necessidade de criação, concentração e operação de uma rede exclusiva de comunicação de alta velocidade para o Governo do Estado. Órgãos do Governo e parceiros conveniados serão interligados fisicamente, através de fibra ótica, nos 52 municípios rondonienses.

A estrutura do linhão de alta tensão da Eletrobrás que interliga a energia elétrica gerada pelas Usinas do Madeira ao eixo da região centro-sul brasileira, transporta a fibra ótica da Telebrás que conectará os órgãos governamentais e parceiros conveniados. Armários centrais serão instalados em pontos estratégicos de todas as cidades rondonienses para estabelecer pontos de conexão à rede estadual e distribuí-la através dos anéis óticos municipais.

Atualmente a Infovia esta em processo de expansão, sendo que o centro de processamento de Dados da Infovia está no Palácio Rio Madeira. Em porto velho a fibra já existe e esta estruturado em mais de 50 km de extensão.

A TELEBRÁS disponibilizou conexão e banda da alta velocidade em sua rede de fibra ótica para a conexão e transporte dos dados, a ELETROBRAS ofereceu a estrutura do linhão ao Governo Estadual que, em contra partida, disponibilizará os anéis óticos municipais para o Governo Federal avançar com o Plano Nacional de Banda Larga – PNBL na região norte.

2.Data Center

Ampliação da estrutura física e melhoria na concentração dos dados governamentais em uma estrutura robusta de alta disponibilidade, segurança, escalabilidade, processamento e armazenamento. O Data Center concentrará e hospedará, no Palácio Rio Madeira, todos os servidores e sistemas do Poder Executivo.

O Data Center abrigará o comando das execuções gerenciais da Infovia e proverá todos os requisitos de um ambiente Seguro: Controle e tratamento de Umidade, Controle e tratamento de Temperatura, Segurança ativa, Porta Cofre com reconhecimento digital/Iris, vídeo-monitoramento inteligente.

Meta: até 2018 cerca de 30 municípios interligados pela Infovia.

3.Telefonia VoIP

VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é uma tecnologia que permite a transmissão de voz por IP (Protocolos de Internet), ou seja, transforma sinais analógicos de áudio, como em uma chamada de telefone convencional, em dados digitais que podem ser transferidos através da Internet. O método está cada vez mais presente em softwares que possuem a tecnologia, como Skype, Facebook Messenger, Viber e WhatsApp.

Atualmente a rede governamental possui 2046 telefones Voips interligados com a rede governamental de comunicação. A comunicação estabelecida na rede governamental dissemina a informação administrativa e as decisões do estado contribuindo para a efetividade organizacional, com baixo custo e confiabilidade.

Meta: Até 2016 teremos toda comunicação intergovernamental da administração direta conectados.

4.Espaços Digitais

É um do Projeto que visa contribuir para a inclusão digital, através de acesso gratuito à internet em espaços públicos via wireless (rede sem fio) criando vários pontos de internet (Hotspot).

Será implantada através de infraestrutura de comunicação em espaços de livre encontro social, baseada em tecnologias que apresentam características de flexibilidade, simplicidade e mobilidade, proporcionando rapidez na implantação e custo reduzido de instalação e manutenção.

Com o Espaços Digitais, o Governo Estadual pretende reduzir a exclusão digital e contribuir com o fortalecimento da educação e cultura, na difusão do conhecimento e no desenvolvimento econômico de Rondônia. Além disso, a implantação do projeto contribuirá para redução das desigualdades regionais e fortalecerá o pacto federativo, determinado na Constituição Federal, com a modernização da gestão pública.

Meta: Até 2016 ter 52 hotspots implantados

5.e-Estado

É fundamentado na customização do software livre e-cidades cujo objetivo é potencializar o processamento das informações governamentais através da informatização das ações gerenciais do Governo. É aplicado nas áreas: Financeira, Educacional, Cidadão, Patrimonial, Recursos Humanos, Portal do Servidor e Gestor “BI”.

Atualmente a empresa vencedora do certame licitatório e responsável pela adaptação do projeto, está efetivando a implantação do programa, adequando os dados, difundindo a tecnologia, capacitando os usuários através de suporte técnico, prestando manutenção evolutiva e elaborando a documentação dos módulos nas áreas prioritárias.

Com a utilização do software o Estado irá diversificar a tecnologia da gestão dos recursos públicos, a prestação de serviços à sociedade, facilitando auditoria e apresentação de contas aos órgãos de fiscalização.

O que é o e-Cidades?

É um software livre de gestão que possibilita a organização de gastos, do orçamento, da receita tributária, do controle de medicamentos, de recursos humanos e outros serviços no mesmo aplicativo.

A economia de recursos é somente uma das vantagens na adoção do e-cidade, além da transparência de escolha dos fornecedores e garantia de continuidade do sistema – apoiado pelo Ministério do Planejamento.

Informações sobre o software

Transferência de Tecnologia

  • Após o processo preliminar que envolve customização do sistema a partir do trabalho de levantamento dos dados e centralização das informações, a empresa irá repassar o conhecimento aos servidores estaduais.

Meta: Implantar os módulos customizados do e-Estado até 2016.

6.Telefonia Móvel Rural

Objetiva levar sinal de telefonia celular aos distritos de todas as cidades rondonienses. Com isso, a telefonia celular vai chegar a distritos que não possuem o serviço, alcançando diretamente os 52 municípios e cerca de 1,561 milhões de pessoas.

  • Dentre os benefícios advindos da expansão da telefonia móvel nos distritos, ressalta-se:
  • Desenvolvimento econômico e social para todas as regiões do Estado;
  • Aumentar o potencial de geração de renda da economia rondoniense, com a busca de novos mercados;
  • Possibilitar comunicação mais ágil;
  • Possibilitar acesso à informação e a vários serviços (saúde, educação, segurança, compras governamentais, trabalho e emprego, tecnologia).

Meta: Implantar telefonia móvel rural nos 52 municípios do estado até 2018.


Compartilhe


Twitter
Facebook
Youtube