Governo de Rondônia
Sábado, 21 de julho de 2018

Preço referência

Governo do Estado de Rondônia

Conseleite- Rondônia divulga os preços de referência do leite para Rondônia

Os preços de referência fornecidos pelo Conseleite-RO, são feitos com base em estudo realizado por uma Câmara Técnica, a partir de quatro sistemas referenciais de produção de leite no Estado de Rondônia, acompanhado pela Universidade Federal do Paraná que implantou o primeiro conselho do Brasil no estado do Paraná e assessora também os conselhos dos estados de Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

A metodologia de cálculo que definiu os preços de referencia considerou os fatores de produção utilizados nas propriedades rurais (custos fixos e variáveis) da mesma forma que a realizada no cálculo dos custos industriais. O Conselho deverá divulgar mensalmente, por meio de resoluções, os preços de referência finais para o leite entregue no mês anterior.

ALGUMAS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O CONSELEITE-RONDÔNIA

1 – O QUE É O CONSELEITE – RONDÔNIA?

É um Conselho, grupo de pessoas, formado paritariamente pelo mesmo número de representantes dos produtores rurais de leite e das indústrias de laticínios de Rondônia. Trata-se de uma associação civil, regida por estatuto e regulamentos próprios.

2 – QUAL O PRINCIPAL OBJETIVO DO CONSELEITE – RONDÔNIA?

A busca pró-ativa de soluções conjuntas, pelos produtores rurais e indústrias, para problemas comuns do setor lácteo rondoniense, por meio de uma relação mútua de confiança que visa uma maior clareza no estabelecimento de preços de referência para a matéria-prima leite.

3 – QUEM PARTICIPA E COMO FUNCIONA O CONSELEITE – RONDÔNIA?

Os membros do conselho (24 representantes) são indicados, paritariamente, por FETAGRO e FAPERON (bancada rural) e pelo SINDILEITE (bancada industrial).  Eles se reunem mensalmente, para avaliar e aprovar a divulgação de preços de referência para a livre negociação da matéria-prima leite, com base nas condições de mercado para os derivados lácteos.

Como órgãos de apoio há uma secretaria executiva e a Camatec – Câmara Técnica e Econômica, composta por 4 representantes dos produtores rurais, 4 representantes da indústria e 2 professores universitários (da UFPR) – que realiza estudos e pesquisas para subsidiar as decisões do conselho.

O Conselho conta com o apoio do CONDALRON (Conselho para o Desenvolvimento do Agronegócio Leite de Rondônia) e da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (SEAGRI).

4 – O QUE SÃO OS PREÇOS DE REFERÊNCIA?

Os preços de referência pretendem representar um valor justo para a remuneração da matéria-prima leite, tanto para os produtores rurais quanto para as indústrias, levando em consideração o volume e a qualidade da matéria-prima.

São divulgados diversos valores de referência, conforme a qualidade e o volume de leite entregue pelos produtores as indústrias. Os valores são divulgados na condição posto propriedade, ou seja, com Funrural a descontar. No início de cada mês, por meio de resoluções, o conselho divulga valores de referência para o leite entregue no mês anterior a serem pagos no mês corrente.

5 – QUAL A IMPORTÂNCIA E A PRINCIPAL UTILIDADE DO PREÇO DE REFERÊNCIA?

Dar maior transparência ao mercado lácteo rondoniense e servir de parâmetro ou referência para a livre negociação entre produtores rurais e indústrias.

6 – COMO SÃO CALCULADOS OS PREÇOS DE REFERÊNCIA DO CONSELEITE – RONDÔNIA?

Os cálculos são realizados por instituição de pesquisa (Universidade), mediante um convenio de cooperação técnico-científico, seguindo parâmetros e metodologia aprovada pelo conselho a ser publicada no Manual do Conseleite-RO.

Os valores médios da matéria-prima (leite) são calculados a partir dos preços e dos volumes de venda dos derivados lácteos pelas empresas participantes, dos custos de produção do leite nas propriedades rurais, dos custos de fabricação e comercialização dos derivados, e dos rendimentos industriais.

7 – COMO FOI CALCULADO O CUSTO DE PRODUÇÃO DE LEITE?

Com base em estudo realizado pela Câmara Técnica, a partir de quatro sistemas referenciais de produção de leite no Estado de Rondônia. A metodologia de cálculo do custo de produção do leite, que também será publicada pelo Conseleite-RO, considerou a remuneração aos fatores de produção utilizados nas propriedades rurais (custos fixos e variáveis) da mesma forma que a realizada no cálculo dos custos industriais. Os resultados dos custos agrícola e industrial são atualizados e revisados, sempre que necessário, por deliberação do Conselho.

8 – COMO FORAM CALCULADOS OS CUSTOS DE FABRICAÇÃO E DE COMERCIALIZAÇÃO DOS DERIVADOS?

Com base em levantamento censitário realizado pela instituição de pesquisa conveniada junto a todas as empresas participantes, que foi submetido à avaliação e aprovação da Camatec e do Conselho.  Os custos de fabricação e comercialização foram determinados para 9 derivados lácteos após ponderação, pelo volume produzido e comercializado, dos diversos tipos de embalagens. O levantamento dos dados considerou um período de 12 meses e foi o mesmo do custo agrícola. A atualização e revisão destes custos também são deliberadas pelo Conselho.

9 – QUAIS OS PARÂMETROS UTILIZADOS PARA AVALIAR A QUALIDADE DO LEITE?

Os parâmetros de qualidade são o teor de gordura, teor de estrato seco desengordurado, contagem de células somáticas, contagem bacteriana, além do volume diário de leite entregue pelo produtor a indústria.

10 – O QUE É O LEITE PADRÃO DO CONSELEITE – RONDÔNIA?

É um leite de qualidade média do Estado de Rondônia, levando em consideração os parâmetros de qualidade definidos pelo conselho.  O leite padrão é o que possui teor de gordura entre 3,50 a 3,59%; teor de estrato seco desengordurado entre 8,70 a 8,79%; contagem de células somáticas entre 351 a 400 mil; contagem bacteriana entre 300 a 349 mil e volume entregue de até 25 litros/dia.

11 – QUAL A PRINCIPAL VANTAGEM PARA O PRODUTOR DE LEITE EM UTILIZAR AS INFORMAÇÕES DO CONSELEITE – RONDÔNIA?

A vantagem é ter um referencial de preço (informação) para uma melhor negociação da sua produção. A existência de um referencial de preço para o leite, divulgado por um conselho paritário, também permite ao agricultor comparar, ao longo do tempo, seus preços com os valores divulgados, facilitando e melhorando a gestão do seu negócio.

12 – QUAL A PRINCIPAL VANTAGEM PARA A INDÚSTRIA EM UTILIZAR AS INFORMAÇÕES DO CONSELEITE – RONDÔNIA?

A vantagem é que facilita as negociações cotidianas da indústria com os seus diversos produtores fornecedores, pela existência de valores de referência da matéria-prima calculados tecnicamente e aprovados por um conselho paritário. Os valores de referência também favorecem a gestão da indústria, quanto as políticas de incentivo a qualidade da matéria-prima e estratégias de venda dos derivados.

13 – POR QUÊ A DIVULGAÇÃO DE VALORES DE REFERÊNCIA PARA O LEITE AJUDA A SOCIEDADE RONDONIENSE?

A ampliação sustentada da produção e do abastecimento com produtos alimentícios de qualidade dependem da realização permanente de investimentos por parte dos produtores rurais e agroindústrias. Contribuem para a concretização dos investimentos no setor lácteo a confiança mútua produtor/indústria, o civismo (respeito às regras estabelecidas) e a disposição de trabalho em grupo para a solução de problemas comuns.  O Conseleite Rondônia pretende contribuir para o aumento do Capital Social desta importante atividade econômica e social do Estado e, assim, melhorar o bem estar dos cidadãos rondonienses consumidores de derivados lácteos.

14 – QUEM SÃO OS ATUAIS MEMBROS DO CONSELEITE-RO?

Bancada Rural:

  • Fabio Assis de Menezes – Presidente da FETAGRO
  • Alencar Franco da Silveira – Diretor da FAPERON
  • Udo Wahlbrink – FETAGRO
  • Francisco Venturini – FETAGRO
  • Enaldo Mendonça da Silva – FAPERON
  • Juliano Toro – FAPERON
  • Ivan Tavares – FETAGRO
  • Jocimar Alves dos Santos – FETAGRO
  • José Carlos Alves Oliveira – FETAGRO
  • João Nunes Morais – FAPERON
  • Antonio Fernandes Fernando – FAPERON
  • Percival Santos Oliveira – FAPERON

Bancada Industrial:

  • Pedro José Bertelli – Presidente do SINDILEITE
  • Sérgio Teixeira – Italac
  • Tiago Coleto – Primalate
  • Junior Arantes – Milk Center
  • Adelson Gotardi – Flor de Rondônia
  • Joana Pinheiro – DJM
  • Rogério Bertelli – Miraella
  • Adilson Adeli da Cruz/Renato Oliveira – Italac
  • Marcineide Oliveira Carvalho – DJM
  • Taurino Moreira – Primalate
  • Edinaldo Gomes/Eli Dias dos Santos – Milk Center
  • José Ângelo Marchini – Flor de Rondônia

13 – QUEM SÃO OS ATUAIS MEMBROS DA CÂMARA TÉCNICA E DA SECRETARIA EXECUTIVA?

Bancada Rural:

  • Debora Cristina Massaro – FETAGRO
  • Aroldo Vasconcelos – FAPERON
  • Izanir Paixão – FETAGRO
  • João Inácio Nunes – FETAGRO

 Bancada Industrial:

  • André Gonçalves Andrade – Miraella
  • Adilson Adeli da Cruz – Italac
  • Taurino Moreira – Primalate
  • Adelson Gotardi – Flor de Rondônia

 Professores:

  • José Roberto Canziani – UFPR
  • Vania Di Addario Guimarães – UFPR

 Secretaria Executiva:

  • Debora Cristina Massaro – FETAGRO

Acompanhe os termos de referencia publicados pelo conselho:

Resolução 01/2014:

RESOLUÇÃO 01_2014 – CONSELEITE

Resolução 02/2014:

RESOLUÇÃO 02_2014 – CONSELEITE

Resolução 03/2014:

RESOLUÇÃO-03 2014 …CONSELEITE

Resolução 05/2014:

RESOLUÇÃO-05 2014 …CONSELEITE

Resolução 06/2014:

RESOLUÇÃO-06 2014 …CONSELEITE

2015

Resolução 01/2015:

RESOLUÇÃO 01-2015 – CONSELEITE

Resolução 02/2015:

RESOLUÇÃO-02 2015 …CONSELEITE

Resolução 03/2015:

RESOLUÇÃO-03 2015 …CONSELEITE

Resolução 04/2015:

RESOLUÇÃO 04-2015… CONSELEITE

Resolução 05/2015:

RESOLUÇÃO 05_2015 – CONSELEITE

 

Retomada do preço referência

O professor da Universidade Federal do Paraná( UFPR), José Roberto Canziani, por meio do Conselho Paritário de Produtores e Industriais de Leite do Estado de Rondônia (Conseleite) apresentou no dia 24 de maio de 2018, no Centro Tecnológico Vandeci Rack, durante a 7ª Rondônia Rural Show, a metodologia de calculo do custo do preço da matéria prima leite para o estado de Rondônia.

Segundo o zootecnista da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Marco Antônio Gonçales Ribeiro, essa apresentação marca o reinício das atividades das publicações das resoluções dos preços de referencia. “As resoluções são importantes instrumento para as indústrias calcular os preços pagos aos produtores”, destaca Ribeiro.

Resolução especial 2015 – 2018

Resolução Especial – Julho 2015 a Abri 2018

2018

Resolução maio/2018:

Resolução Conseleite Maio 2018

Resolução junho/2018:

Resolução Conseleite Junho 2018

 

SEMINÁRIOS CONSELEITE RONDÔNIA 2014

O Conselho Paritário de Produtores e Industriais de Leite do Estado de Rondônia (Conseleite) realizou seminários demostrando o funcionamento, composição e ferramentas ao setor.  Acompanhe nas galerias de fotos como foi os seminários.

Seminário Conseleite Rolim de Moura

 

Semiário Conseleite Jaru

Seminário Conseleite Ji-Paraná


Compartilhe


Twitter
Facebook
Youtube