Governo de Rondônia
Terça, 19 de novembro de 2019

COMBATE

Secretaria de Segurança Pública de Rondônia deflagra Operação Hórus na Faixa de Fronteira por tempo indeterminado

08 de novembro de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Participa da Operação Hórus, o Batalhão de Fronteira e Divisas – Bpfron da Policia Militar, a Policia Civil e a Gerência de Estratégia e Inteligência (GEI).

O estado de Rondônia, localizado na Amazônia Ocidental, é uma das onze Unidades Federativas que fazem parte da faixa de fronteira nacional, com aproximadamente 1.342 km de fronteira com a Bolívia, banhado pelos rios Guaporé, Mamoré e Abunã. Possui densa floresta tropical que facilita o tráfico de drogas, o contrabando de armas, o descaminho, o roubo de cargas e de veículos, que dificulta a ação fiscalizadora do Estado. Para combater a criminalidade, a Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, através da Gerência de Integração de Segurança e Fronteira da Sesdec, deflagrou a Operação Hórus.

Rondônia é composta por 52 municípios, dos quais 27 estão localizados dentro dos 150 Km da faixa de fronteira com a Bolívia. Destes 27 municípios, nove estão localizados na linha de fronteira, dentre eles a capital do Estado; representada pelos Distritos localizados na região denominada Ponta do Abunã (Distritos de Abunã, Vista Alegre do Abunã, Extrema e Nova Califórnia), bem como, os Distritos de Nova Mutum-Paraná, Jaci-Paraná e União Bandeirantes.

Para proteger a Faixa de Fronteira, o secretário da Sesdec, coronel PM José Hélio Cysneiros Pachá, pediu ajuda orçamentária do Governo Federal para custear o pagamento de diárias dos policiais que estão atuando no combate aos crimes fronteiriços. “Estamos sempre buscando soluções para resolver os problemas referentes à segurança pública. Um dos caminhos encontrados agora foi pedir apoio ao Governo Federal. A Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça (Seopi) prontamente nos atendeu,” afirmou Pachá.

Participa da Operação Hórus, o Batalhão de Fronteira e Divisas (BPfron) da Policia Militar, a Policia Civil e a Gerência de Estratégia e Inteligência (GEI).

A primeira etapa da operação foi concluída, começou dia 12 e terminou dia 31 de outubro. A nova fase da Operação Hórus deve acontecer em total sigilo para não comprometer o plano estratégico da Segurança Pública do Estado de Rondônia, igual aconteceu na primeira fase da operação, que faz parte do Programa do Governo Federal Vigia, cuja finalidade é reforçar o combate à criminalidade na Faixa de Fronteira.

As principais ações são: o combate à travessia de veículo, produtos de roubos/furtos no Estado que são levados para o país vizinho. Além da fiscalização no combate ao crime de contrabando e descaminho.

“A policia militar, através do BPfron, Batalhão recém criado, iniciou suas ações já com a política de redução da criminalidade do Estado, e em pouco tempo já mostramos resultados. A finalidade é manter constantemente o patrulhamento em toda a extensão de fronteira, buscando ações de inteligência e combate aos crimes que elevam os prejuízos à sociedade Rondoniense”, explicou o comandante do BPfron, capitão PM Melo.

Em apenas 20 dias de operação, foram patrulhadas mais de 400 km de fronteira, apreendidas 12 armas de fogo, um caminhão toreiro, 9 mil carteiras de cigarros, mais de 4 mil isqueiros,  três veículos apreendidos, 41 pessoas presas em flagrante delito, 6 foragidos da justiça, 50 mil reais apreendidos em espécie e vários objetos proveniente da Bolívia, sem declaração perante a receita Federal, que somados chegam a cifra de 300 mil reais.


Fonte
Texto: Léia Castro
Fotos: Capitão PM Melo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia


Compartilhe