Governo de Rondônia
Sexta, 05 de março de 2021

GESTÃO PÚBLICA

Secretaria do Desenvolvimento Ambiental debate planejamento estratégico e avalia resultados em reunião de dois dias

02 de fevereiro de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

A missão da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) é ser um órgão facilitador para o cidadão e que atenda as suas necessidades. Com essas palavras o secretário Vilson de Sales abriu nesta quinta-feira (2), no Salão Nobre Rosilda Shockness, no Palácio do Governo, a reunião com servidores para avaliação e discussão do planejamento estratégico da secretaria.

Secretário Vilson de Salles acompanha com assessores e técnicos a apresentação do planejamento dstratégico da Sedam

Secretário Vilson de Salles acompanha com assessores e técnicos a apresentação do planejamento estratégico da Sedam

Segundo ele, além da formalização de novas metas, o momento é propício para uma avaliação do que foi realizado a partir do advento do primeiro planejamento estratégico – 2011/2014 -, com a experiência da mudança de postura da gestão, que por orientação do governador Confúcio Moura repensou todo seu modelo, organizou e regulamentou suas atividades, com a aprovação e introdução de dispositivos legais, que deram ordenamento e segurança jurídica aos atos da Sedam.

Salles disse também que tão importante quanto os demais atos foi a adoção de um modelo de relacionamento interno e externo na Sedam que dinamizou e humanizou o atendimento, despertando no servidor a importância de cada um para a gestão. Segundo ele, todos entenderam e absorveram bem o projeto e internalizaram a missão da secretaria, tornando o estado um bom prestador de serviços.

Neste período, segundo o gestor ambiental Eliezer Oliveira, assessor especial do governo de Rondônia, a Sedam foi completamente reestruturada e reorganizada e passou a ter um conjunto de normas legais, que regulamentaram e facilitaram a execução de suas ações.

Ele citou, por exemplo, a criação da lei de florestas plantadas (Lei Estadual nº 873/16), que apesar de muito nova, começa a revolucionar as atividades e a economia no campo, especialmente em propriedades com grandes áreas degradadas (capoeiras), cujas paisagens estão sendo transformadas com grandes plantações de teca, pinus tropicais, eucaliptos, pinho cuiabano e uma diversidade de espécies nativas.

Citou também a lei do licenciamento ambiental, um instrumento legal moderno e essencial, que com os recursos da tecnologia da informação (TI), tornou mais rápido e ainda mais seguro o modelo de atendimento ao cidadão; a atualização do zoneamento econômico e ecológico do estado, outra medida fundamental, e ainda, a elaboração do Plano Estadual dos Recursos Hídricos, que está em construção, mas que vai ordenar e regulamentar todas as atividades que exijam o uso desses recursos.

Até esta sexta-feira (3), os técnicos da Sedam estão reunidos, debatendo e avalizando os resultados, com a missão de propor as medidas necessárias para corrigir e ampliar as ações do Planejamento Estratégico já existente – 2011/2014 -, tornando-o meta e direcionamento até 2018, na gestão ambiental do governo de Rondônia.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Cleuber Rodrigues Pereira
Fotos: Admilson Knightz
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Meio Ambiente, Rondônia


Compartilhe