Governo de Rondônia
Sábado, 08 de maio de 2021

Sedam destaca importância do Cadastro Ambiental Rural no pós-enchente

08 de abril de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Criado com o objetivo de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais para a composição de dados que possibilitem o monitoramento, planejamento ambiental e econômico, bem como, o combate ao desmatamento, o Cadastro Ambiental Rural (CAR) ainda terá importante papel após o período de enchente no Estado.

1 - agirAo participar na manhã desta terça-feira (8) de mais um reunião da Agenda Integrada de Resultados (Agir) com o governador Confúcio Moura, a secretária estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Nanci Rodrigues, lembrou que o Banco da Amazônia tem linha de crédito especial para os cadastrados, que poderão, dessa forma, recuperar o que perderam com a enchente.

Entrega de CAR em Rio Pardo (Daiane Mendonça)

Entrega de CAR em Rio Pardo (Daiane Mendonça)

Nanci ressaltou que o CAR é um grande projeto de inclusão, que teve as ações reforçadas pelo governo, a partir de 2012, com o cadastro gratuito das propriedades rurais com até quatro módulos, que correspondem a 240 hectares, destinadas à agricultura familiar ou atividade agrossilvopastoril, que no caso de Rondônia cerca de 87% se enquadram nessas especificações.

A secretária ainda comemorou duas conquistas importantes: a superação de todas as metas do CAR, incluindo-se a capacitação de 300 servidores do Estado e federais; e a redução do desmatamento na região Amazônia, cuja meta até 2020 era atingir 80% e até agora já foram 79%, o que representa mais uma superação, sendo que Rondônia contribuiu com 21%. “Reduzimos de 245 quilômetros quadrados para 175”, disse a secretária, atribuindo a redução também ao CAR.

Ainda participaram da Agir, as equipes do Departamento de Tecnologia da Informação (Deti), sob a direção de Ronaldo Sawada, que falou sobre o andamento da Infovia (Backbone) Rondônia, infraestrutura de comunicação, através de fibra ótica; da Segurança (Sesdec), sob a coordenação do secretário Antônio Carlos dos Reis; da Agricultura (Seagri), ocasião em que o secretário Evandro Padovani convidou a todos participantes para prestigiar a 3ª Rondônia Rural Show, que acontecerá de 21 a 24 de maio, em Ji-Paraná; enquanto a  coordenadora do Título Já, Quilvia Carvalho, fez um balanço dos documentos entregues, e anunciou a entrega para a próxima sexta-feira de mais 1.500 em Jaru.

Entre outros pontos detalhados pela equipe da Secretaria de Assuntos Estratégicos (Seae) estão os investimentos do Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socieconômico (Pidise). Segundo a técnica Maria Emília da Silva, dos R$ 450,8 milhões, pelo menos 23% já foram contratados para as áreas prioritárias, como Educação, Desporto e Lazer; Saúde, Assistência Social, Segurança Pública, Setor Produtivo, Tecnologia da Informação e Modernização da Gestão Pública em vários municípios do Estado.

No caso da Agricultura, os recursos contratados via Pidise são da ordem de R$ 11,5 milhões, em licitação estão R$ 9 milhões e outros R$ 8,1 milhões estão com os projetos em fase de finalização. Entre os investimentos estão máquinas para a usina de calcário, tratores, carretas agrícolas, Observatório Econômico e Social, frigorífico de suínos em Colorado do Oeste e Centro de Referência e Comercialização de Produtos em Porto Velho.

Para a Segurança, que inclui as Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros, foram contratados R$ 35,6 milhões; em contratação R$ 15,7 milhões; e em licitação estão R$ 28,3 milhões. Entre os projetos estão a construção do Centro do Menor na Capital, de Unidades Integradas de Segurança Pública (Unisp) e aquisição de ambulâncias de resgate para a Capital, além de Ariquemes, Cacoal, Ji-Paraná e Vilhena.

 

 

 

 

 


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Veronilda Lima
Fotos: Marcos Freire e Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Governo, Meio Ambiente, Rondônia


Compartilhe