Governo de Rondônia
Sábado, 12 de junho de 2021

SAÚDE DO SERVIDOR

Seduc promove V Encontro Saberes com Saúde

24 de novembro de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

A Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc), em parceria com a Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa,  estará realizando nos dias 28, 29 e 30 de novembro o V Encontro Saberes com Saúde – SPE, que está em sua 5º Edição em Rondônia.

O V Encontro Saberes com Saúde utilizará a metodologia de oficinas pedagógicas com servidores da educação e da atenção básica para a construção de planos de ação estratégicos com o objetivo de auxiliar  adolescentes e jovens da rede estadual de ensino no desenvolvimento de ações para promoção da saúde sexual e saúde reprodutiva. Bem como, auxiliá-losno desenvolvimento de ações relacionados a temas que precisam ser contextualizados e discutidos, tais como: sexualidade, prevenção das DST/HIV/aids, cidadania, participação, direitos, diversidade sexual, raça e etnia.

O secretário de Estado da Educação de Rondônia, Waldo Alves, afirmou que estarão participando do evento os técnicos das Coordenadorias Regionais de Educação, representantes do Programa Saúde na Escola nas Semed´s, representantes Atenção Básica e Gerências de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de Rondônia (Sesau) .

  Desde 1995 que o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação têm, conjuntamente, reunindo esforços para que os temas em saúde sexual e saúde reprodutiva sejam trabalhados nas escolas. Em agosto de 2003, no município de Curitiba, aconteceu oficialmente o lançamento do Projeto “saúde e prevenção nas escolas”.

A proposta resulta da parceria entre o Ministério da Educação, o Ministério da Saúde, com o apoio da Unesco e do Unicef, na perspectiva de transformar os contextos de vulnerabilidade que expõem adolescentes e jovens à infecção pelo HIV e a aids, a outras doenças de transmissão sexual e à gravidez não planejada.

O Brasil conta com mais de 54 milhões de cidadãos e cidadãs na faixa etária de 10 a 24 anos de idade, o que representa 30,3% da população. Não obstante sua grande relevância para o País, essas parcelas expressivas da população estão expostas a riscos  e relações de vulnerabilidade de caráter estrutural a serem superadas de forma permanente.

É indispensável reconhecer que o jovem é detentor de saberes e práticas que devem ser respeitadas e valorizadas na  construção do conhecimento. O educando é, portanto, ao mesmo tempo, o principal beneficiário e protagonista. Nesse sentido, o planejamento e a realização das atividades devem considerar uma diversidade de abordagens pedagógicas que respeitem os adolescentes e jovens, favoreçam sua participação e o exercício da cidadania em todas as etapas de implantação e implementação do projeto.

Construir espaços de diálogo entre adolescentes e jovens, professores, profissionais de saúde e comunidade é, comprovadamente, um importante dispositivo pra construir resposta social com vistas à superação das relações de vulnerabilidade às DST, à infecção pelo HIV e à aids, assim como à gravidez não planejada.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Antônio Queiroz
Fotos: Divulgação
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação, Governo, Rondônia


Compartilhe