Governo de Rondônia
Terça, 26 de janeiro de 2021

COMBATE À COVID -19

Segundo dia de “Operação 3ª Onda” reforça combate à pandemia fiscalizando estabelecimentos comerciais em Porto Velho

10 de janeiro de 2021 | Governo do Estado de Rondônia

Operação 3ª Onda realizou outra mega ação na noite desse sábado (9) para impedir aglomerações e reforçar o combate à pandemia na Capital

O Governo do Estado de Rondônia, por intermédio da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), que coordena a Operação 3ª Onda em Porto Velho, sendo executada pelo Corpo de Bombeiros Militar e órgãos fiscalizadores, segue incansavelmente no reforço ao combate à pandemia para impedir aglomerações em estabelecimentos comerciais que não estejam cumprindo com as determinações do Decreto Estadual, nº 25.605.

Na noite de sábado (9), antes do início da operação, toda a comissão da Operação se reuniu no auditório do Corpo de Bombeiros para alinhamento da segunda ação de fiscalização.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel BM Gilvander Gregório de Lima, as operações seguem o mesmo padrão, conforme vem atuando, gerando resultados positivos.

Os trabalhos vão ser cada vez mais aperfeiçoados com intuito de dar continuidade aos resultados obtidos com êxito desde a primeira noite da ação, ocorrida na última sexta, dia 8.

Além do roteiro de fiscalização já elaborado, as equipes também atuaram nas denúncias apresentadas

“Além do nosso roteiro de fiscalização já elaborado, também atendemos às fiscalizações, conforme denúncias apresentadas, que são as vistorias inopinadas”, detalha coronel Gregório.

O comandante do Corpo de Bombeiros salientou ainda que tem recebido um retorno favorável da população quando aos trabalhos da Operação 3ª Onda. “Temos a certeza que essa ação mais enfática e incisiva contribui com a melhoria do cenário pandêmico na Capital. Pois a população passa a sentir que tudo isso é para o bem de todos e no futuro ainda irá agradecer pelo que estamos fazendo hoje, com repressão, notificação, interdição, orientação nesses estabelecimentos. Afinal, estamos cumprindo regras básicas de segurança e aglomeração de pessoas”.

As ações de fiscalização que ocorrem em bares, conveniências e estabelecimentos afins, vão ao encontro ao que determina o decreto estadual, que institui o sistema de distanciamento social controlado para fins de prevenção e enfrentamento à epidemia causada pelo coronavírus, no âmbito do Estado de Rondônia e reitera a declaração de estado de calamidade pública em todo o território estadual.

Foram quase seis horas de operação em todas as regiões da Capital, sob a coordenação da Sesdec, mobilizando 48 profissionais, divididos em 3 equipes, 15 viaturas e 12 equipamentos utilizados (entre Tablet, Rádio HT, Notebook, e DataShow).

O secretário Adjunto da Sesdec, delegado Hélio Gomes Ferreira explica que há uma parcela de pessoas que não respeita o que está sendo especificado no decreto estadual, causando um grande problema e contribuindo de forma negativa para a proliferação do vírus. Por isso, que a segurança pública estadual, em conjunto com os demais órgãos fiscalizadores e a Prefeitura Municipal trabalha em cada estabelecimento verificando se estão ou não cumprindo o que prevê no decreto.

Ação de fiscalização na Capital resultou em 10 estabelecimentos interditados

Na fiscalização são  observados, a limitação de pessoas, horário de funcionamento, o respeito com as regras de uso de máscara, fornecimento de álcool em gel e, principalmente, aglomerações.

Aqueles que estão em desacordo com o decreto, vão responder criminalmente e ainda sentirão o peso no bolso, com a notificação e multas.

“Precisamos vencer essa luta contra à Covid-19, mas principalmente, com as pessoas entendendo que têm que seguir as normas do decreto. As pessoas estão se juntando em locais que nem deveriam funcionar. É por isso que vamos agir com força e não temos dúvidas que através dessa ação iremos gerar bons frutos”, observou o secretário Adjunto da Sesdec.

Todo esse reforço resultou em:

  • Estabelecimentos visitados e fechados: 17
  • Notificados: 4
  • Interditados: 10
  • Aglomerados: 2
  • Visitados regulares: 6

A “Operação 3ª Onda” envolve a Polícia Militar do Estado de Rondônia, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Secretária de Estado da Saúde, Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa), Vigilância Sanitária Municipal, Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), entre outros órgãos.

A fiscalização nos estabelecimentos comerciais de Porto Velho continua neste domingo (10). Na próxima segunda-feira (11) está prevista a apresentação do relatório geral de atuação da Operação 3ª Onda.