Governo de Rondônia
Terça, 15 de junho de 2021

INVESTIMENTO

Segurança nas unidades prisionais de Porto Velho será reforçada com equipamento de revista mais eficiente

14 de junho de 2017 | Governo do Estado de Rondônia

Para proporcionar mais segurança para os servidores que atuam no sistema penitenciário de Rondônia, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) iniciou os procedimentos legais para a locação de Sistema de Inspeção Corporal (scanner corporal) para compor os equipamentos de segurança e revista em unidades prisionais, inicialmente, de Porto Velho.

Segundo o Núcleo de Compras da Sejus, foi encaminhado processo para a Superintendência Estadual de Licitações (Supel) com vistas à elaboração do pré-edital e cotação de preços para aquisição do scanner corporal. A Sejus está adequando o termo de referência da contratação aos apontamentos elaborados pela Assessoria Técnica da Supel e referendado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) para posterior prosseguimento do  pleito dentro das determinações  legais das Leis 866/93 e 10.530/2002.

Ainda conforme o Núcleo de Compras, a formalização dos contratos da ata de registro de preço vai depender da disponibilidade orçamentária e financeira do estado. Considerando que no momento o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) por decorrência da Medida Provisória 755, de dezembro de 2016 (alterada pela MP 781 de 23 de maio de 2017), assegurou recursos para a locação dos equipamentos a princípio para três unidades prisionais de Porto Velho.

A previsão é que se tudo correr dentro do planejado, até dezembro os equipamentos serão instalados. A princípio serão locados 10 equipamentos.

Desde o ano de 2015, quando foi implantada a revista humanizada nos moldes da resolução do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), o estado adquiriu equipamentos de revista, portais, detectores de metais, raquetes e banquetas.

SCANNER CORPORAL

O Sistema de Inspeção Corporal é uma solução ideal para a detecção de ameaças metálicas, não metálicas, drogas escondidas no interior do corpo, ilícitos em membros artificiais ou sob as roupas e sapatos. Esta solução foi desenvolvida com a mais alta tecnologia proporcionando doses de raios-x extremamente baixas durante o processo de inspeção, imagens de alta qualidade, interface ergonômica e amigável para o usuário, robustez e confiabilidade na execução de suas rotinas operacionais.

O equipamento para inspeção corporal garante alto desempenho operacional aliado à alta qualidade de imagem, com ferramentas que possibilitam a garantia da privacidade dos inspecionados e também maior segurança ao operador. O equipamento aplicado no processo de inspeção é ideal para uso em unidades prisionais proporcionando alta precisão e eficiência no combate a possíveis atos ilícitos, extinguindo a necessidade de contato físico entre o agente penitenciário e o inspecionado durante o processo de inspeção.

Leia mais:

Agentes penitenciários concluem capacitação com revista em unidade prisional de Porto Velho

Segurança pública de Rondônia apresenta conceito de integração para demais estados da Amazônia Legal


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Cíntia Xavier
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Justiça, Segurança


Compartilhe