Governo de Rondônia
Quarta, 23 de junho de 2021

EVANGELIZAÇÃO

Sejus promove seminário religioso na unidade prisional Ênio Pinheiro

13 de outubro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

40 reeducandos se arrependem e aceitam uma nova vida em Jesus Cristo

40 reeducandos se arrependem e aceitam uma nova vida em Jesus Cristo

A Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), promoveu mais um seminário religioso aos reeducandos da Penitenciária Estadual Ênio dos Santos Pinheiro, com a participação de pastores de igrejas de Porto Velho. Leitura da palavra de Deus, teatro, dança e louvor fizeram parte da programação em dois dias de seminário.

Com o objetivo de evangelizar os reeducandos através da palavra de Deus, pastores e evangelistas da Assembleia de Deus, Igreja Celular Internacional, Igreja do Porto e Núcleo de Assistência Religiosa da Sejus, estiveram presentes na unidade prisional, demonstrando que todos os apenados são amados, têm a chance de se arrepender e podem começar uma nova história, com novas expectativas e sonhos.

Cerca de 300 reeducandos participaram do seminário, onde 40 se arrependeram e decidiram seguir uma nova vida em Jesus Cristo. Para o reeducando José Madson, 34 anos, após aceitar a Jesus muitas mudanças aconteceram em sua vida, à primeira delas foi a transformação do caráter e conduta. “Minha família viu minha transformação, a minha Mãe sempre acreditou na minha mudança, hoje estou pagando pelo o que eu fiz no passado, porém não sou mais um criminoso, vou terminar de cumprir minha pena porque tenho que pagar pelo meu erro cometido no passado. O que eu mais sinto falta é da minha família, dos meus filhos, o que mais me dói e saber que meus filhos estão crescendo e não tem o pai do lado deles. Agora eu aprendi a dar valor a vida. Hoje eu sei que tem pessoas que acreditam na minha recuperação e torce por mim pra que tudo dê certo, Meus filhos podem dizer que tiveram um pai criminoso, porém agora eles tem  um pai que é uma nova pessoa, enfatiza.

Coral 100% Jesus, formado por reeducandos do Ênio Pinheiro, participou do louvor

Coral 100% Jesus, formado por reeducandos do Ênio Pinheiro, participou do louvor

Sobre o crime o reeducando descreve que o crime é uma ilusão. “Quando entramos nessa vida chega um tempo que nos damos conta de que nada valeu a pana, porque a base de tudo é a família e essa é a primeira coisa que o crime nos tira. Quando saímos temos que começar a dar o devido valor, atenção para as pessoas que amam a gente de verdade.  Quando a pessoa quer realmente mudar de vida ela começa a dar valor. Se eu tivesse tido esse despertamento antes de entrar para o crime  teria dado o devido valor a minha família. Para os meus colegas  que estão dentro do sistema ainda com um pensamento torto eu digo que há esperança. Se hoje estou transformado é por causa de Deus ele é a fonte de tudo,  foi ele que mudou minha vida e me libertou. Existem pessoas que estão dentro do cárcere e querem mudar de vida, mas não encontram oportunidade. Eu acredito que os órgãos competentes devem continuar dando ênfase aos projetos de ressocialização e acreditar na mudança do reeducando,” ressaltou.

A programação aconteceu nos dias 6 e 7 de outubro, e contou com teatro, dança e louvor, com o grupo “Filhas do Altíssimo”, formado pelas esposas dos apenados, e o grupo “Coral 100% Jesus”, formado por reeducandos da própria unidade prisional.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Gaia Quiquiô e Cíntia Xavier
Fotos: Núcleo de Assistência Religiosa/Geres
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Justiça, Rondônia, Solidariedade


Compartilhe